Atlético-MG

Com a Massa e com a taça

Publicados

em

E o Galo? O Galo Ganhou! Diante do Mineirão lotado, o Atlético venceu o Red Bull Bragantino por 4 a 3 na tarde deste domingo, dia 5, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Jogo marcou a entrega do troféu de Campeão Brasileiro, que foi levado até o campo pelo ídolo e autor do gol do título Brasileiro de 1971, Dadá Maravilha.
Os 61.573 presentes estabeleceram um novo recorde de público no novo Mineirão e puderam assistir o show do artista português Pete Tha Zouk, um dos DJ mais consagrados da Europa. Houve, também, um mosaico especial, show pirotécnico, distribuição de estrelas amarelas, homenagem a Atleticanos ausentes e também a ex-atletas dos times de 1971, 1977, 1980, 1985 e 1999, que entraram em campo pouco antes do início da partida.
O jogo
As equipes começaram a partida se estudando e trocando passes curtos. A primeira oportunidade foi do time de Bragança, após o cruzamento de Jadsom desviar na defesa e quase enganar o goleiro Everson.
Na primeira boa chance do Galo, aos 20 minutos, Keno avançou pelo meio com espaço deixado pela marcação. O atacante bateu colocado para abrir o marcador. 1 a 0!
O time visitante chegou ao empate com Ytalo. O jogador completou rebote de Everson para igualar o placar.
Segunda etapa
No primeiro minuto da etapa complementar, o Bragantino virou o jogo. Após cobrança de escanteio, Artur pegou de primeira para fazer o segundo gol dos visitantes.
Não demorou para o Galo buscar o empate. Aos 6 minutos, Keno arrancou em velocidade pela esquerda e rolou para Zaracho estufar a rede do goleiro Cleiton.
Por pouco a virada não veio em uma bomba de Allan de fora da área. A bola, caprichosamente, explodiu na trave.
Aos 32 minutos, Savarino não desperdiçou. Zaracho recebeu de Hulk e cruzou forte para o venezuelano completar de cabeça para o fundo do barbante. Galo 3 a 2!
O artilheiro o Brasileirão também deixou o dele. Hulk recebeu na intermediária, ganhou do zagueiro no jogo de corpo e, frente a frente com o goleiro, deu uma cavadinha para marcar o 19° gol no torneio.
A massa entoava o grito de “bicampeão” a plenos pulmões, quando o Bragantino descontou com Artur. Não fez diferença. O Galo ganhou mais uma e fez a festa de campeão diante da torcida mais engajada do Brasil.
FICHA TÉCNICA
Atlético 4 X 3 Red Bull Bragantino
Competição: Campeonato Brasileiro
Rodada: 37
Data: 05/12/2021
Estádio: Mineirão – (MG)
Público: 61.573
Renda: R$ 8.818.854,25
Gols: Keno – 20′ 1° tempo; Zaracho 7′, Savarino 33′, Hulk 43′ – 2° tempo (Atlético) – Ytalo 39′ – 1° tempo; Artur 2′ e 55′ – 2° tempo (Red Bull Bragantino)
Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva (Réver), Alonso, Arana, Tchê Tchê (Allan), Jair (Allan Franco), Zaracho, Nathan (Savarino), Keno e Diego Costa (Hulk).
Técnico: Cuca
Bragantino: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan, Luan Cândido, Jadsom, Emi Martínez (Tubarão), Artur, Helinho, Ytalo (Praxedes) e Cuello (Alerrandro).
Técnico: Maurício Barbieri
Cartões amarelos: Hulk (Atlético); Artur e Helinho (Bragantino)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques FIFA PR
Árbitro Assistente 1: Bruno Boschilia FIFA PR
Árbitro Assistente 2: Sidmar dos Santos Meurer AB PR
Quarto Árbitro: Savio Pereira Sampaio AB DF
Árbitro de Vídeo: Wagner Reway VAR-FIFA PB
AVAR: Oberto da Silva Santos AB PB
Observador de VAR: Cleidy Mary dos Santos Nunes Ribeiro CBF SC
fonte: https://atletico.com.br/noticias/com-a-massa-e-com-a-taca
COMENTE ABAIXO:
  Galo treina para a 1ª de dez finais na reta final do Brasileirão
Propaganda

Atlético-MG

Diego Godín é reforço para a zaga

Publicados

em

O Galo contratou o uruguaio Diego Godín para reforçar a sua defesa. O jogador, de 35 anos, estava no Cagliari, da Itália. O atleta assinou contrato com o Galo até 31 de dezembro de 2022, com possibilidade de extensão.
Apelidado de Faraó, Godín fez fama no futebol europeu defendendo o Atlético de Madrid, da Espanha, entre 2010 e 2019. Ele também se notabilizou na Seleção Uruguaia, te: pela qual disputou mais de 150 jogos, incluindo as últimas três Copas do Mundo, e conquistou a Copa América de 2011.
Ficha do atleta
Nome completo: Diego Roberto Godín Leal
Data de nascimento: 16 de fevereiro de 1986 (35 anos)
Naturalidade: Rosário (URU)
Posição: zagueiro
Carreira:
2003-2006: Cerro (URU)
2006-2007: Nacional (URU)
2007-2010: Villarreal (ESP)
2010-2019: Atlético de Madrid
2019-2020: Internazionale de Milão
2020: Cagliari (ITA)
Títulos:
Supercopa da UEFA: 2010, 2012, 2018;
Liga Europa da UEFA: 2011-12, 2017-18;
Copa do Rei: 2012-13;
La Liga: 2013-14;
Supercopa da Espanha: 2014;
Copa América: 2011
fonte: https://atletico.com.br/noticias/diego-godin-e-reforco-para-a-zaga
COMENTE ABAIXO:
  Galo treina para a 1ª de dez finais na reta final do Brasileirão
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA