Athletico-PR

Para a final e para a história!

furacão ganha de 3 x 0 do flamengo

Publicados

em

Comemora, torcida athleticana. Mas comemora pra valer!

Acabamos de viver uma página imortal da história do Furacão. Foi o Athletico em sua essência, em seu estado mais puro. O time da raça, da camisa vestida com amor, com o sangue forte nas veias. Que não teme a própria morte.

Uma atuação irretocável. Se fechando na defesa, suportando a pressão do Flamengo, matando o jogo no contra-ataque…

Jornada grandiosa de todo o elenco. Mas é impossível não destacar os nomes de Nikão, Santos e José Ivaldo.

Nikão fez dois gols que desnortearam o adversário. Santos, incontáveis defesas magistrais… E o que foi aquela jogada do Zé já no finalzinho do jogo, sacramentando a passagem para grande decisão?

Foi mais que uma classificação. Foi uma vitória para a eternidade. No Maracanã, Flamengo 0, Athletico 3. O nosso Rubro-Negro está mais uma vez na final da Copa do Brasil. E em duas grandes decisões na reta final da temporada.

Nikão se apresentou para uma cobrança perfeita. Forte, no canto direito, longe do alcance de Diego Alves.

Atrás no placar, o Flamengo se atirou ainda mais ao ataque. Mas quando conseguia superar a sólida defesa athleticana, a linha de frente carioca esbarrava em uma muralha que atende pelo nome de Santos.

  Athlético até tentou, mas foi atropelado pelo Flamengo que venceu de 3 a 1

Foi assim até o fim dos 45′ minutos e em mais dez de acréscimos. Mas nos instantes finais da primeira etapa, o Furacão voltou a aproveitar o desespero flamenguista. Nikão quase deixou Erick na cara do gol e Terans levou perigo em um chute de fora da área.

Até que aos 52′, o contra-ataque athleticano pegou a defesa adversária desorganizada. A jogada terminou com Kayzer tocando para Nikão, que soltou um chute cruzado que Diego Alves não conseguiu segurar. Era o segundo do Furacão!

Depois do intervalo, a pressão do time da casa continuou. Mas na defesa do arco paranaense estava uma verdadeira majestade. Santos. Sempre Santos.

Com as defesas do gigante da camisa 1 e com a solidez da retaguarda athleticana, o ímpeto carioca arrefeceu. E quando a vitória e a classificação já estava assegurada, ainda apareceu José Ivaldo para colocar finalizar a noite histórica.

Ele recuperou a bola no campo de defesa, partiu para o campo de ataque e tocou para Pedro Rocha. O atacante girou para cima da marcação e rolou de volta para o Zé, que entrou em disparada pelo meio da área e finalizou no cantinho.

A fatura estava definitivamente liquidada, com uma vitória que irá ecoar por muito tempo nas arquibancadas do Maracanã.

Vamos em busca de mais essa taça!

  Corinthians supera o Salgueiro-PE e avança à 2ª fase da Copa do Brasil

Ficha técnica: Flamengo 0x3 Athletico Paranaense
Copa do Brasil 2021: Semifinal – Jogo de volta
Data: 27/10/2021 [quarta-feira]
Horário: 21h30
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Público pagante: 29.549
Público total: 31.586
Renda: R$ 2.967.490,00

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho, aos 30′ do 2º tempo), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Ramon, aos 21′ do 2º tempo); Willian Arão (Vitinho, aos 30′ do 2º tempo), Diego (Michael, no intervalo), Andreas Pereira e Everton Ribeiro (Kenedy, aos 30′ do 2º tempo); Bruno Henrique e Gabriel
Técnico: Renato Gaúcho
Cartões amarelos: Willian Arão e Kenedy

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique (José Ivaldo, aos 31′ do 2º tempo), Thiago Heleno e Nico Hernández; Marcinho (Khellven, aos 31′ do 2º), Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin, aos 42′ do 2º tempo) e Abner; Nikão, Renato Kayzer (Christian, aos 23′ do 2º tempo) e David Terans (Pedro Henrique, aos 23′ do 2º tempo)
Técnico: Alberto Valentim
Gols: Nikão, aos 9′ e aos 52′ do primeiro tempo; José Ivaldo, aos 43′ do segundo tempo
Cartão vermelho: Khellven, aos 35′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Erick e Renato Kayzer

Fotos: Gustavo Oliveira/athletico.com.br

 

Para a final e para a história!

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Athletico-PR

Furacão ganha do Cuiabá e respira fora do Z4

Publicados

em

Foi com emoção e muita raça! Em um duelo direto pelo Brasileirão, o Athletico venceu o Cuiabá por 1 a 0, nesta sexta-feira (3), e deu um salto na classificação. Pedro Rocha marcou o gol da vitória rubro-negra.

O resultado deixa o Furacão com 45 pontos, cinco à frente da zona de rebaixamento e a quatro do G8. O Rubro-Negro volta a campo já na próxima segunda-feira (6), contra o Palmeiras, novamente no Caldeirão.

O Jogo

O Furacão buscou o gol desde o apito inicial. Foram quatro boas chances nos primeiros minutos. Terans recebeu na entrada da área e chutou por cima do gol. Erick cabeceou com perigo e arriscou de longe. E Nikão mandou na rede pelo lado de fora.

A pressão prosseguiu com Léo Cittadini, que fez o goleiro do Cuiabá trabalhar, e Abner, que desviou para fora um cruzamento de Nikão.

O Cuiabá teve sua primeira boa chance aos 30′, em uma cabeçada de Jenison. Mas Santos estava lá para fazer grande defesa e mandar para escanteio.

Ainda na primeira etapa, o Athletico esteve perto de marcar em uma cabeçada de Pedro Henrique e em mais um chute de fora da área de Nikão. E depois do intervalo, seguiu levando perigo, em finalizações de Erick e Nikão.

  De volta aos treinos, Furacão se prepara para enfrentar o Atlético Mineiro

Até que aos 12′ minutos veio o gol da vitória. Nikão recebeu na ponta direita e cruzou na pequena área. O passe procurava pela cabeça de Bissoli, mas o goleiro Walter saiu de soco e conseguiu desviar. Só que a bola ficou com Pedro Rocha, que encheu o pé. Bola na rede e o Furacão em vantagem!

A partir daí, o jogo ficou mais truncado, com poucas chances para os dois lados. O Cuiabá tentou correr atrás do empate, mas esbarrou na marcação do Athletico, que soube administrar o resultado até o apito final.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×0 Cuiabá
Campeonato Brasileiro 2021: 35ª rodada
Data: 03/11/2021 [sexta-feira]
Horário: 19h
Local: Estádio Joaquim Américo

Público pagante: 17.523
Público total: 18.795
Renda: R$ 328.470,00

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Éder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Quarto árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nico Hernández (Guilherme Bissoli, no intervalo); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin, aos 26′ do 2º tempo) e Abner; Nikão, Pedro Rocha (José Ivaldo, aos 35′ do 2º tempo) e David Terans (Pedrinho, aos 35′ do 2º tempo)
Técnico: Alberto Valentim
Gol: Pedro Rocha, aos 12′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Nico Hernández, Fernando Canesin, David Terans e José Ivaldo

  Galo vence o Athletico e inicia perseguição a liderança

Cuiabá: Walter; João Lucas, Marllon (Uillian Correia, aos 40′ do 2º tempo), Paulão e Uendel; Camilo, Rafael Gava (Yuri, aos 21′ do 2º tempo) e Pepê (Yejus Cabrera, aos 17′ do 2º tempo); Felipe Marques, Max (Clayson, aos 17′ do 2º tempo) e Jenison (Elton, aos 17′ do 2º tempo)
Técnico: Jorginho
Cartões amarelos: Walter, Marllon, João Lucas, Rafael Gava, Clayson e Elton
Cartão vermelho: Clayson, aos 49′ do segundo tempo

Fotos: José Tramontin/athletico.com.br

fonte: https://www.athletico.com.br/resumo_do_jogo/finca-o-pe-na-vitoria-furacao/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA