Athletico-PR

Em jogo movimentado, Athletico PR e Corinthians empatam de 3 a 3

Publicados

em

O Corinthians voltou a entrar em campo na Neo Química Arena na noite desta quarta-feira (10). Em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2020, o Alvinegro recebeu o Athletico-PR. Dentro de campo, o Timão empatou por 3 a 3. Gustavo Silva (2) e Gabriel marcaram os gols corinthianos.
O Timão começou com tudo, abrindo o placar logo em sua primeira chegada ao gol adversário! Aos dois minutos, Cantillo lançou Fagner na direita. O lateral tocou de cabeça para Gustavo Silva em profundidade na área, e o camisa 19 deu um belo chapéu no zagueiro e chutou de perna esquerda, estufando a rede. É o quarto gol do atacante no Brasileirão 2020, e a nona assistência do camisa 23.
A equipe alvinegra seguia pressionando. Aos oito minutos, Léo Natel foi lançado com liberdade pela direita, avançou em velocidade e chutou rasteiro, para defesa do goleiro. Um minuto depois, Otero conduziu pela intermediária na esquerda e lançou o camisa 18 na área. O atacante dominou driblando o goleiro, mas acabou tendo dificuldade para finalizar. E aos dez minutos, Fagner cobrou falta na área e Otero cabeceou livre na pequena área, mas mandou por cima.
O jogo começou muito veloz, e aos 13 minutos o Corinthians sofreu o empate em jogada rápida de Abner pela esquerda. Mas em seguida, já retomou a posse de bola e controlou o ritmo do jogo, trocando passes no campo ofensivo. Como resultado, o Coringão chegou ao segundo gol cinco minutos depois: Fagner cobrou escanteio da direita na área e Gil subiu de cabeça, mandando para a pequena área. Gabriel veio de trás da marcação e, de peixinho, completou para o gol.
A produção ofensiva alvinegra funcionava bem com as bolas em profundidade na intermediária. Aos 26 minutos, Léo Natel foi lançado na meia-esquerda, dominou, driblou a zaga e chutou cruzado, e a bola passou perto do pé da trave direita. Aos 32, foi a vez de Gustavo Silva ser lançado pela direita: ele entrou na área em velocidade e tentou encobrir o goleiro, que defendeu o lance.
Aos 34, o Athletico realizou jogada rápida na área. Abner recebeu lançamento da direita e chutou, para defesa de Cássio. Canesin pegou o rebote e empatou novamente o jogo. O Alvinegro seguiu dominando as ações no campo de ataque, mas o placar da primeira etapa terminou com a igualdade em 2 a 2.
Segundo tempo
As duas equipes voltaram a campo disputando muito as jogadas no meio-campo. Tanto que a primeira chance de gol alvinegra veio aos seis minutos. Léo Natel dominou pela esquerda e chutou da entrada da área. A bola desviou na zaga e atrapalhou o goleiro adversário, que rebateu, e na sobra Gustavo Silva chutou à queima-roupa, para nova defesa do goleiro.
A velocidade do jogo era tanta que o Timão fez o seu terceiro gol aos 11 minutos. Araos dominou na intermediária pela direita e lançou Gustavo Silva em profundidade na área. O camisa 19 avançou e chutou cruzado, voltando a colocar a equipe alvinegra na frente no placar.

Foto: Mauricio Mano/Site Oficial

Logo após o gol, Mancini realizou as primeiras mudanças no time. Saíram Araos e Otero, e entraram Lucas Piton e Mateus Vital. Aos 26 minutos, mais duas mudanças: saíram Gabriel e Gustavo Silva, e entraram Xavier e Ramiro. Um minuto depois, o Athletico empatou o jogo outra vez com gol de Vitinho, completando cruzamento da direita.
As mudanças fizeram o Timão melhorar em campo. Aos 31 minutos, Xavier recebeu dentro da área e chutou, mas a bola ficou na zaga. Três minutos depois, Fagner cruzou na área rasteiro, mas a bola foi desviada e saiu pelo lado esquerdo. Logo após o lance, Vagner Mancini fez a última substituição: Léo Natel deixou o campo, com Jô entrando em seu lugar.
A mudança fez com que o Timão dominasse a posse de bola no meio-campo e a equipe adversária se retraísse. O árbitro assinalou quatro minutos de acréscimo. Aos 46, Lucas Piton cobrou escanteio na área e Gil cabeceou no chão, e a bola passou muito perto do gol. Foi a última chance de gol alvinegra, e o jogo terminou empatado em 3 a 3.
COMENTE ABAIXO:
  Verdão supera Sport pelo Brasileiro e segue há 7 anos sem perder na casa do rival
Propaganda

Athletico-PR

Pedro Rocha chegou para ser decisivo no Furacão

Publicados

em

Por

Imagine chegar a um novo clube e depois de quatro meses já estar com o nome marcado na história, com a conquista de um título internacional. É o que está vivendo no Athletico o atacante Pedro Rocha.

Pedro foi anunciado pelo Furacão no dia 18 de agosto. Pouco mais de três meses depois, já levantava a taça da CONMEBOL Sul-Americana. Também foi vice-campeão da Copa do Brasil na última semana. Um detalhe importante: teve participação fundamental na campanha de ambas as competições.

Assista à retrospectiva abaixo e não se esqueça de ler o restante do texto:

No torneio da CONMEBOL, Pedro Rocha foi um dos destaques dos duelos contra o Peñarol, pela semifinal. No Campeón Del Siglo, em Montevidéu, ele anotou um golaço de fora da área, em uma altura em que a partida estava complicada para o Furacão, com um empate no placar e o time da casa pressionando.

Já no jogo de volta, na Arena, ele selou a classificação à final com um gol no segundo tempo, após receber de Nikão, driblar o marcador e bater de perna esquerda.

“Sabia que era um campeonato muito importante para se conquistar, que o Athletico estava buscando muito o bicampeonato. Chegar e ter uma participação especial como eu tive me deixa muito feliz, me dá a certeza de que o trabalho que venho fazendo com meus companheiros vem dando certo”, falou.

  Equipe principal do Athletico PR finaliza mais um dia de treinos

Na semifinal da Copa do Brasil, em pleno Maracanã, ele conseguiu sua única assistência para gol até aqui. Depois de José Ivaldo fazer bela jogada no campo de defesa, Pedro Rocha foi acionado, temporizou a jogada até a chegada do companheiro e assistiu com precisão o zagueiro, que marcou um golaço na vitória por 3 a 0 contra o Flamengo.

Além disso, Pedro Rocha marcou outros quatro gols com a camisa rubro-negra. Dois contra o Grêmio, na vitória por 4 a 2, um contra o Red Bull Bragantino, vitória por 2 a 0, e outro contra o Cuiabá, vitória por 1 a 0, todos pelo Brasileirão.

O bom desempenho até aqui é fruto da qualidade já demonstrada por Pedro Rocha. Mas há um fator que contribuiu muito para que ele pensasse somente em desempenhar bem dentro de campo.

“Acredito que foi fundamental o carinho que recebi do torcedor, principalmente nas redes sociais, com mensagens de boas-vindas, desejando sucesso. Isso facilitou muito minha chegada, meu desenvolvimento aqui no Athletico. Fiquei muito feliz por isso e com certeza fez total diferença para meu bom desempenho até aqui”, ressaltou.

Ao todo, nestes quatro meses de casa, Pedro Rocha atuou em 29 partidas, com os já citados seis gols marcados e com uma assistência. Foram 12 jogos como titular e 17 partindo do banco de reservas, para um total de 1460 minutos em campo.

  É CAMPEÃO!!!

“Eu trabalho muito para quando chegar nos momentos decisivos estar pronto, no meu melhor momento físico e mental. Acredito que eu tenha sido decisivo e espero continuar com saúde, continuar trabalhando, fazendo o meu melhor para continuar ajudando o Athletico”, complementou Pedro Rocha.

Numa temporada vitoriosa como foi em 2021, a união do grupo fez a diferença. Segundo o jogador, todo o elenco está em sinergia e o bem coletivo está acima do individual.

“Esse grupo é bom demais, fui muito bem acolhido por todos. É um dos poucos que eu trabalhei em que todos são especiais e trabalham da mesma forma, com o mesmo objetivo”, revelou. “Os resultados e o trabalho falam por si. Temos um grupo unido, todo mundo correndo pelo mesmo objetivo e isso faz total diferença quando entramos em campo. Não existe nenhum tipo de individualidade e isso faz com que a equipe seja vencedora”, completou o camisa 32.

Na próxima temporada, o Athletico batalhará mais uma vez pela CONMEBOL Libertadores, sonho do clube há bastante tempo. Para o atacante, o Furacão tem potencial para conseguir conquistar a América.

“Se continuarmos plantando nosso melhor trabalho, vamos colher lá na frente. Sabemos que é um campeonato muito difícil, é o maior objetivo do clube, então vamos em busca. Temos qualidade e pessoas aqui dentro que trabalham muito em busca desse objetivo”, concluiu.

Fonte: https://www.athletico.com.br/noticia/pedro-rocha-chegou-ser-decisivo-furacao/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA