campeonato paulista

Ferroviária x Corinthians – 10 curiosidades do confronto

Equipes se enfrentam nesta terça-feira (13) em Araraquara pelo Paulistão

Publicados

em

O Corinthians realiza o seu segundo jogo no retorno do futebol após a pausa imposta pela pandemia do Covid-19. Pelo Campeonato Paulista, a equipe alvinegra volta a entrar em campo fora de casa, enfrentando a Ferroviária, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. Confira dez curiosidades sobre o confronto, que terá transmissão do Canal Premiere, às 20h (de Brasília):

– Corinthians e Ferroviária já jogaram 82 vezes na história do confronto. E o retrospecto alvinegro é positivo: são 47 vitórias, 20 empates e 15 derrotas, com 151 gols marcados e 77 sofridos;
– A primeira vez que os dois times se enfrentaram foi em uma partida oficial: também pelo Paulistão, em 23 de setembro de 1956, o Coringão recebeu o adversário no Pacaembu e aplicou a primeira goleada da história: 6 a 2, com gols de Paulo (3), Nelsinho, Luizinho e Zezé;

– Logo no terceiro embate entre Ferroviária e Corinthians, saiu a maior goleada dos 65 anos de confronto. E foi, mais uma vez, favorável ao Timão: 7 a 1, desta vez na Fazendinha, pelo Paulistão. Índio (3), Cláudio, Boquita (2) e Zague anotaram os tentos alvinegros;

  Corinthians treina na Casa do Povo de olho no Peñarol

– O maior placar da história de Corinthians e Ferroviária aconteceu mais uma vez, e novamente no estádio Alfredo Schürig e pelo Paulistão. Em 7 de setembro de 1962, a Fazendinha viu quatro gols de Manoelzinho, um de Rafael e dois de Ney pelo primeiro turno do torneio;
– Curiosamente, o Paulistão recebeu 75 dos 82 jogos ocorridos entre as duas agremiações até aqui. São 44 vitórias alvinegras, 19 empates e 12 derrotas, 139 gols marcados e 65 sofridos;

– Atuando como visitante, o retrospecto corinthiano também é positivo: 15 vitórias, 17 empates e 11 derrotas em 43 partidas, com 61 gols marcados e 51 sofridos;

– Destes 43 jogos ocorridos fora de casa, 39 deles foram pelo Paulistão, onde o Timão tem 14 vitórias, 16 empates e nove derrotas;

– O Corinthians enfrentou a Ferroviária no palco da partida de logo mais, a Arena Fonte Luminosa, 42 vezes – 38 delas pelo Paulistão. A primeira delas pelo estadual foi em 30 de novembro de 1958, quando o Alvinegro venceu por 3 a 2, gols de Zague (2) e Índio;

  Com torneio interno, Corinthians encerra treinos em 2020

– Já a última ocasião em que o Timão foi a Araraquara para atuar na Arena Fonte Luminosa foi em 24 de março de 2019. Pelo jogo de ida das quartas de final do Paulistão daquele ano, as equipes ficaram no empate por 1 a 1, gol de Gustavo;

– O último Corinthians x Ferroviária da história, por sua vez, aconteceu três dias depois. Na Neo Química Arena, novo empate por 1 a 1 e vitória nos pênaltis que garantiu o Coringão na semifinal – e a caminhada no torneio terminaria com a conquista do 30º título estadual menos de 30 dias depois.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

campeonato paulista

O São Paulo supera o Palmeiras e é o campeão paulista de 2021

Publicados

em

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo recebeu, na tarde de domingo (23), a decisão do Campeonato Paulista 2021, com o jogo entre o São Paulo e o Palmeiras, que haviam empatado a primeira partida da final por 0 a 0 na última quinta-feira (20). Na finalíssima, o Tricolor fez valer a melhor qualidade técnica e o mando de campo e venceu o rival por 2 a 0, com gols de Luan e Luciano!

Desfalcado de Daniel Alves (com uma entorse no joelho direito) e Benitez (com um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda), mas com os retornos de Luciano e Eder, no banco de reservas, o técnico Hernán Crespo escalou o São Paulo com Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Igor Vinícius, Luan, Liziero, Gabriel Sara, Igor Gomes e Reinaldo; Pablo.

Logo aos quatro minutos de jogo, Léo passou para Pablo que, na entrada da área, arrematou, mas a bola foi para fora antes de a arbitragem anotar o impedimento do atacante. A partida, então, ficou mais truncada e, aos nove minutos e 24 minutos, Lizeiro e Igor Gomes foram advertidos. Pouco antes, aos 21 minutos, Igor Gomes avançou pela direita e chutou cruzado, mas a bola passou rente a meta.

  Com torneio interno, Corinthians encerra treinos em 2020

O Tricolor seguia na pressão e foi a vez dos palmeirenses receberem o cartão amarelo: Renan, aos 31, por barrar o contra-ataque de Igor Gomes, e Lucas Lima (no banco), aos 33, por reclamação. A postura em campo dos são-paulinos foi recompensada aos 36 minutos, quando Felipe Melo, do rival, afastou mal um cruzamento nos pés de Luan, que ajeitou e bateu para o gol. A bola chegou a, ainda, desviar no mesmo oponente antes de atingir as redes! São Paulo 1 a 0!

Após o intervalo, Crespo fez a primeira alteração no Tricolor: Luciano entrou no lugar de Pablo. Nos primeiros toques, Luciano quase ampliou o marcador, aos cinco minutos: o atacante aproveitou falha adversária, invadiu a área, mas chutou pra fora.

Aos 17 minutos, Luan sentiu uma contusão e deu lugar a Rodrigo Nestor. Outra substituição no Tricolor foi a entrada de Joao Rojas na vaga de Igor Gomes, aos 28 minutos. Pouco depois, nova chance criada por Luciano quase resultou em gol de Gabriel Sara, que mandou a bola por cima do travessão.

  Corinthians treina na Casa do Povo de olho no Peñarol

O São Paulo era dominante e o não tardou para se valer ainda mais no placar: Aos 31 minutos, Rodrigo Nestor avançou pela esquerda e cruzou para á área. Luciano ganhou do marcador e fez o segundo gol do Tricolor! São Paulo 2 a 0!

A partir disso, os são-paulinos controlaram a partida. Houve tempo, ainda, de William entrar no lugar de Liziero, aos 37 minutos, e mais nada. O São Paulo é campeão paulista de 2021! O 22º título estadual do Tricolor!

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA