Brasileirão Série B

Com atuação impecável, Juventude derrota o Paraná de 5 x 0

Publicados

em

Em uma noite simplesmente perfeita, o Juventude venceu o Paraná por 5 x 0, no Jaconi, e voltou a assumir, momentaneamente, uma posição no G4 da Série B. Renato Cajá (2), Rafael Silva, Gustavo Bochecha e Capixaba construíram o elástico placar em uma atuação de luxo da equipe do técnico Pintado. Com 37 pontos, o Verdão é terceiro colocado.
O jogo
A primeira etapa do Juventude foi arrasadora. Com domínio total, o Juventude mostrou solidez defensiva, criatividade e velocidade no meio-campo e efetividade no ataque. Logo a três minutos, Renato Cajá recebeu na intermediária e arriscou. A bola saiu forte, rasteira, no canto esquerdo do goleiro. 1 x 0.
Sem deixar espaços ao adversário tentar qualquer reação, o Juventude tratou de ampliar. Aos 16, Igor cobrou escanteio da direita e Rafael Silva apareceu na primeira trave para desviar. O goleiro ainda tocou na bola antes de entrar. 2 x 0.
Aos 38, Cajá apareceu novamente. Se o primeiro gol foi bonito, o segundo foi uma verdadeira pintura. Renato Cajá recebeu um lançamento espetacular de Bochecha em profundidade. O camisa 10 do Verdão deu um leve toque para a esquerda e tirou o marcador da jogada. Cara a cara com o goleiro, aplicou um drible desconcertante e só empurrou para o gol. Vale repetir: um golaço! 3 x 0 para o Juventude.
A vitória até podia estar encaminhada, mas o Juventude não desacelerou na segunda etapa. Aos 2 minutos, Cajá aproveitou saída errada da defesa e tentou mais um golaço, de cobertura, da intermediária. A bola acabou tomando o rumo de Rafael Silva que dominou, ergueu a cabeça e rolou para Gustavo Bochecha chegar e finalizar com categoria, no canto, sem chance para o goleiro. 4 x 0.
Cabia mais! Aos 10, nova assistência de Rafael Silva, que disparou em velocidade pela esquerda e cruzou na medida para Capixaba, que apareceu na pequena área para empurrar para o gol. 5 x 0 e punho serrado na comemoração, em alusão ao dia da Consciência Negra!
Com domínio total do terreno de jogo, o Juventude soube administrar o placar com perfeição. 5 x 0 e uma bela prova de que o Juventude vai seguir firme na busca pelo acesso à Série A.
Agora, o desafio é longe de casa. Na terça-feira, o Verdão encara o América, em Minas Gerais, no estádio Independência.

 

  Avaí e Vitória empatam de 2 a 2 pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série B

Cruzeiro e Náutico empatam pela serie B

Publicados

em

Fim da disputa na Série B do Brasileiro para Cruzeiro e Náutico. As duas equipes empataram sem gols em jogo válido pela 38ª, e última, rodada da competição. A partida aconteceu no Mineirão, em Belo Horizonte, na noite desta quinta-feira (25).

A Raposa se despede da Série B deste ano com 48 pontos, atualmente em 11º lugar. Já o Timbu somou 53 pontos e termina em oitavo.

O jogo

O Cruzeiro pressionou o Náutico na etapa inicial do Mineirão. Logo aos seis, Marcelo Moreno recuperou a bola no ataque, limpou a marcação e chutou firme, mas a bola foi sobre o gol. Na altura dos 28, Rômulo fez o goleiro Anderson trabalhar em finalização de fora da área. O arqueiro apareceu novamente em chute de Claudinho.

A pressão da Raposa só aumentou. Aos 33, Giovanni chutou colocado e o goleiro do Náutico operou uma grande defesa. No ataque seguinte, Anderson espalmou uma pancada de Eduardo Brock. O Timbu apenas ameaçou aos 45, em desvio de Thássio, que passou próximo à trave. O time celeste terminou a primeira etapa com 16 finalizações, mas o placar foi mantido.

  Guarani fecha 2020 com vitória sobre o Sampaio e colado no G4

No segundo tempo, o Cruzeiro iniciou com o mesmo ritmo. Na altura dos seis, Wellington Nem cabeceou de dentro da pequena área, mas Anderson defendeu. Já aos dez, foi a vez de Marcelo Moreno arriscar o chute, porém a bola foi para fora.

Com um ritmo intenso na volta do intervalo, a partida ficou mais cadenciada a partir dos 20 minutos. O time mineiro seguiu com a posse, mas o Náutico conseguiu se estruturar melhor no campo de defesa, dificultando o ataque cruzeirense. Na reta final, o Cruzeiro teve mais algumas oportunidades, mas não foi às redes e o placar terminou 0 a 0.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA