Corinthians

Nos pênaltis, Corinthians elimina o Boca e avança na CONMEBOL Libertadores

Após empate em 0 a 0 no tempo normal, Timão avança para as quartas de final com defesas do GIGANTE Cássio.

Publicados

em

O Corinthians foi a Buenos Aires, nesta terça-feira (5), para enfrentar o Boca Juniors no Estádio La Bombonera pela partida decisiva das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores.
Após o empate em 0 a 0 no tempo normal, a partida foi decidida nos pênaltis. E brilhou a estrela do GIGANTE Cássio: o goleiro do Timão pegou dois pênaltis e o Alvinegro avançou para as quartas de final da competição.
Os gols do Corinthians nos pênaltis foram convertidos por: Fábio Santos, Cantillo, Róger Guedes, Roni, Lucas Piton e Gil, finalizando a série com um placar de 6 a 5.
O Timão agora espera o próximo adversário da CONMEBOL Libertadores, que sairá do confronto entre Flamengo e Tolima. A partida ocorre nesta quarta-feira (7).
Escalação
O técnico Vítor Pereira escalou o Corinthians com a seguinte formação: Cássio; Rafael Ramos, João Victor, Raul e Fábio Santos; Du Queiroz, Cantillo e Giuliano; Gustavo Mantuan, Lucas Piton e Róger Guedes. Entraram no decorrer da partida: Gil, Giovane, Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo. Ainda ficaram à disposição no banco de reservas: Matheus Donelli, Robson, Willian, Biro, Robert, Xavier, Felipe.
Primeiro tempo
Logo aos três minutos de partida, o Boca Juniors foi ao ataque. O atacante argentino fez o drible em João Victor e avançou para a área, mas Cássio estava atento e fez a defesa. A bola escapou do camisa 12 e bateu no argentino, dando tiro de meta para o Timão. Aos seis, mais uma vez a equipe argentina chegou com perigo. Em um chute pela esquerda, Cássio mais uma vez fez uma excelente defesa.
Em um contra-ataque muito rápido do adversário, aos 18 minutos, a bola sobrou sozinha para o atacante argentino, que na cara do gol furou e mandou pra fora. Aos 26 minutos, Raul Gustavo foi afastar a bola e acertou com o cotovelo o jogador argentino. Após a checagem do VAR, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante adversário chutou na trave! O placar seguiu zerado em Buenos Aires.
O restante do primeiro tempo foi de pressão do Boca sobre o Timão. Ao final dos 45, o árbitro deu quatro minutos de acréscimo.
Neste período, o zagueiro João Victor se machucou e teve de ser substituído. No lugar dele entrou Gil. Com a parada para o atendimento, o árbitro acrescentou mais dois minutos antes de encerrar o primeiro tempo.
Segundo tempo
A segunda etapa iniciou sem mais alterações no Alvinegro.
Logo no primeiro minuto de jogo, Mantuan tentou ligar o contra-ataque, foi derrubado e o adversário tomou cartão amarelo. O camisa 31 acabou se contundindo e foi substituído por Giovane. Aos 13 minutos, o Boca chegou mais uma vez: o camisa 9 do time argentino tentou cavar por cima de Cássio, mas a bola foi por cima do gol.
O técnico Vítor Pereira fez mudança tripla no Timão aos 22 minutos: saíram Du Queiroz, Giuliano e Rafael Ramos e entraram Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo.
O Corinthians tentou buscar espaços, mas o Boca Juniors estava bem postado defensivamente e não deixou o Timão avançar. Nas chegadas da equipe argentina, a zaga alvinegra afastou o perigo da área.
Ao final no tempo regulamentar, o árbitro deu cinco minutos de acréscimo. No último minuto de jogo, o Boca arriscou de fora da área e a bola foi para fora. O árbitro finalizou e a partida foi para as cobranças de penalidades máximas.
Decisão nos pênaltis
A série foi iniciada com o Boca cobrando. Rojo foi pra bola e converteu, 1 a 0. Fábio Santos abriu a série pelo Timão: o camisa 26 foi para a bola e também converteu, 1 a 1.
A segunda cobrança da equipe argentina foi feita por Isquerdoz, que colocou o time novamente em vantagem, 2 a 1. Cantillo então bateu o pênalti pelo Timão e empatou a série, 2 a 2.
Na terceira rodada de cobrança, Villa foi para a bola pelo Boca e CÁSSIO FEZ A DEFESA!! Foi a fez de Raul cobrar para o Timão. O zagueiro foi para a bola e o goleiro argentino também fez a defesa, seguiu 2 a 2.
A quarta cobrança do Boca foi de Fernandez. O jogador colocou o adversário em vantagem novamente, 3 a 2. Bruno Melo foi para a bola pelo Timão e errou a cobrança.
Benedetto cobrou o pênalti pelo Boca e também errou!!! A última cobrança da série normal foi feita por Róger Guedes. O camisa 9 empatou a série, 3 a 3.
A decisão foi para as alternadas. O primeiro a cobrar foi Romero, que converteu, 4 a 3. Roni foi para a cobrança pelo Timão e fez o gol! 4 a 4.
Varella foi o próximo a bater pelos argentinos e converteu, 5 a 4. Lucas Piton foi para a bola pelo Timão e empatou, 5 a 5.

Defesa de Cássio. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
A terceira cobrança das alternadas foi iniciada por Ramirez. O camisa 20 do Boca cobrou e CÁSSIO DEFENDEU! A cobrança do Timão foi feita por Gil. O camisa 4 cobrou a classificação do Timão foi garantida.
Placar final: 6 a 5 para o Corinthians.

Cobrança de Gil que garantiu a classificação alvinegra. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Próximo jogo
O próximo jogo do Corinthians ocorre no próximo domingo (10), às 16h, na Neo Química Arena, contra a equipe do Flamengo, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Categoria(s): Futebol

  Furacão faz gol aos 50 minutos do segundo tempo e está nas semifinais da Libertadores

fonte: https://www.corinthians.com.br/noticias/nos-penaltis-corinthians-elimina-o-boca-e-avanca-na-conmebol-libertadores

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série A

Palmeiras vence Corinthians e dispara na liderança do Brasileirão 2022

Publicados

em

O Palmeiras soube aproveitar um erro decisivo do Corinthians neste sábado (13.08), venceu o clássico e disparou na liderança do Brasileirão. Em jogo da 22ª rodada, um gol contra de Roni definiu o 1 a 0 alviverde na Neo Química Arena. 

Cada vez mais embalado, o Palmeiras dispara e abre nove pontos na liderança (48 contra 39 do rival). O time agora tem a semana inteira reservada a treinos antes de receber o Flamengo em casa, no domingo que vem (21), novamente pelo Brasileirão.

O Corinthians, pelo contrário, viu a crise aumentar ainda mais. Sem vencer há quatro jogos, os comandados de Vítor Pereira terão pela frente outro teste de fogo, na quarta-feira (17): precisa reverter a desvantagem de dois gols contra o Atlético-GO para seguir na Copa do Brasil.

Uma derrota pode transbordar o caldeirão corintiano, iniciado com o desconforto do elenco com o treinador português, seguido pela eliminação na Libertadores e a saída de Willian.

A primeira grande participação da torcida foi um recado ao ex-camisa 10 do Corinthians. Minutos antes do jogo, antes mesmo de cantar o hino do clube, os torcedores entoaram xingamento ao meia Willian, que assinou a rescisão de contrato e deixou o clube nesta semana. “Alô, Willian, vai se f…, o Coringão não precisa de você”, cantaram em coro. Apesar do adeus, a imagem do jogador ainda aparecia no copo oficial do clássico, vendido a torcedores na Arena.

  Corinthians se prepara para clássico contra o Palmeiras

Ficha Técnica 

CORINTHIANS 0 x 1 PALMEIRAS 

Competição: Campeonato Brasileiro, 22ª rodada Data e 

Horário: 13 de agosto de 2022, sábado, às 19 horas (de Brasília) 

Local: Neo Química Arena, em São Paulo-SP 

Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP) 

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Rodrigo Figueiredo Henrique Corraa (FIFA/RJ) 

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (FIFA/SP) 

Cartões Amarelos: Fausto Vera e Róger Guedes (Corinthians); José López e Piquerez (Palmeiras) 

Público: 44.966 pessoas (44.666 pagantes) Renda: R$ R$ 3.226.090,00 

Gols: Roni (contra) aos 27 minutos do segundo tempo. 

Corinthians: Cássio; Rafael Ramos (Fagner), Bruno Méndez, Balbuena e Lucas Piton; Du Queiro, Fausto (Roni) e Renato Augusto; Gustavo Mosquito (Adson), Róger Guedes e Yuri Alberto. Técnico: Vítor Pereira.

Palmeiras: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga (Wesley); Rony (Gabriel Menino) Dudu (Bruno Tabata) e José López (Rafael Navarro). Técnico: Abel Ferreira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA