Palmeiras

Com gols sobre o Flu, Raphael Veiga chega à sua temporada mais artilheira da carreira de forma isolada

Publicados

em

Profissionalizado no futebol em 2016, pelo Coritiba, marcou três gols em 24 jogos em sua primeira temporada no Coxa. Em 2017, seu primeiro ano no Palmeiras, fez dois gols em 22 partidas (à época, muitos meio-campistas experientes não possibilitaram que o jogador tivesse sequência). Emprestado ao Athletico-PR em 2018, quando foi campeão da Copa Sul-Americana, fez 48 jogos e nove gols (até então sua temporada mais artilheira, superada hoje); em 2019, voltou de empréstimo e jogou 31 vezes pelo Verdão, marcando cinco gols; na temporada atual, soma 32 partidas e 11 bolas na rede.

Outra estatística de Raphael Veiga chama a atenção em 2020. Autor de seis gols nos últimos oito jogos da equipe (média de 0,75 gol por jogo neste período), Raphael Veiga é um dos dois palmeirenses a ter marcado em todas as competições regulares disputadas em 2020 – o outro é Luiz Adriano. Ele marcou uma vez no Paulista, seis no Brasileiro até aqui (sendo o vice-artilheiro do time, atrás só de Luiz Adriano, com sete), duas na Libertadores até o momento e outras duas na Copa do Brasil, enquanto o camisa 10 fez três gols pelo Estadual, sete pelo Brasileirão, quatro pela Libertadores e um na Copa do Brasil.

  Wesley do Palmeiras joga após três meses fora por lesão

De quebra, os gols do duelo entre Palmeiras e Fluminense fizeram com que o jogador se isolasse como vice-artilheiro palmeirense do Nacional, pois, antes de entrar em campo, somava quatro bolas na rede na competição nacional e, com isso, dividia a vice-liderança no quesito com Willian Bigode – ambos estão atrás só de Luiz Adriano, com sete.

O fato de ter chegado a 11 gols no ano, além de ampliar seu saldo como terceiro principal goleador do elenco alviverde em 2020, mesmo sendo meia, atrás só dos atacantes Willian (com 14 gols) e Luiz Adriano (15) fez com que Veiga, nessa partida, passasse a ser o terceiro jogador com mais participações diretas em gols (ou seja, gols e assistências somadas). Como não computou assistência em 2020, são 11 participações (todas com gols), atrás só da dupla Luiz Adriano e Willian, ambos com 18. O camisa 10 soma 15 gols e três assistências, enquanto o camisa 29 tem 14 gols e quatro passes decisivos, ultrapassando Wesley e Zé Rafael, com dez (ambos com quatro gols e seis passes a gol).

  Com Lucas Lima, Palmeiras treina na Academia visando Ponte Preta

UM DOS DOIS PALMEIRENSES COM GOLS EM TODAS AS COMPETIÇÕES REGULARES DISPUTADAS EM 2020

O camisa 23, aliás, vive o ano mais artilheiro de sua carreira e chegou ao 11º gol em 2020 e, dentre os palmeirenses do elenco, está atrás só dos atacantes Willian (14) e Luiz Adriano (15). Autor de um dos gols da vitória do Palmeiras no duelo anterior, por 3 a 0, frente o Ceará, pela Copa do Brasil, no Allianz Parque, Raphael Veiga também vive a sua maior série de titular já obtida no Verdão: são nove jogos seguidos dentre os 11 principais.

Fonte: https://www.palmeiras.com.br/pt-br/noticias/com-gols-sobre-o-flu-raphael-veiga-chega-a-sua-temporada-mais-artilheira-da-carreira-de-forma-isolada/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasileirão Série A

Palmeira e Juventude empata no Allians por 1 a 1

Publicados

em

Após garantir vaga à final da Libertadores na última terça-feira (28/09), o Palmeiras voltou a jogar pelo Campeonato Brasileiro na noite deste domingo (03/10), contra a equipe do Juventude, de Caxias do Sul (RS), no Allianz Parque. Os times empataram por 1 a 1, com o time visitante inaugurando o marcador logo aos 6 minutos do primeiro tempo, com o meia Guilherme Castilho, mas deixou tudo igual aos 28 também da etapa inicial, com o volante Danilo. Mesmo pressionando desde que marcou seu gol até o fim do segundo tempo, o Alviverde não conseguiu ganhar de virada e somou um único ponto: foi a 39 na tabela – com isso, continua atrás do Atlético-MG, líder, agora com 10 pontos à frente do Verdão; o Flamengo, colado no Maior Campeão do Brasil com 38 pontos, na terceira colocação atualmente, possui dois jogos a menos.

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

Após o duelo desta noite, o retrospecto atualizado entre as equipes foi a 25 jogos: 12 vitórias do Palmeiras, oito empates cinco triunfos da equipe gaúcha, com 52 gols marcados a favor do Maior Campeão do Brasil contra 30 tentos sofridos.

Palmeiras e Juventude se enfrentaram pela primeira vez em 1963, em duelo válido Torneio Quadrangular do Rio Grande do Sul – competição amistosa (o Verdão venceu por 4 a 2 com gols de Servílio, duas vezes, Valter, contra, e Vavá), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), casa do adversário. Depois, em 1975 voltaram e se enfrentar novamente no território do rival, em partida amistosa, e o Alviverde novamente levou a melhor: 3 a 0 com gols de Ronaldo, Mário Motta e Leivinha. Após isso, as equipes só voltaram a se cruzar na década de 90, quando a equipe gaúcha passou a frequentar a elite do Campeonato Brasileiro – e os encontros foram corriqueiros, durando mais de uma década (de 1995 a 2007, mais precisamente, até voltarem a se enfrentar em 2021 pela Série A do Brasileirão – no primeiro turno da atual edição, o Maior Campeão do Brasil venceu por 3 a 0, no estádio Alfredo Jaconi, com gols de William Matheus, contra, Deyverson e Breno Lopes).

  Palmeiras recebe São Paulo e inicia disputa de vaga na final da Copa do Brasil Sub-17

Curiosamente, o Juventude também já foi adversário do Palmeiras na Libertadores da América: o fato ocorreu na Libertadores de 2000, edição da qual o Maior Campeão do Brasil foi finalista – encontrou a equipe gaúcha (campeã da Copa do Brasil de 1999) na fase preliminar, contra a qual somou pontos importantes para avançar às oitavas de final do torneio: venceu em casa por 3 a 0 (gols de Rogério, Asprilla e Júnior) e empatou na casa do rival por 2 a 2 (gols de Cesar Sampaio e Rogério). O técnico do Palmeiras naquela ocasião, aliás, era Luiz Felipe Scolari – o treinador pentacampeão mundial e campeão da Libertadores de 1999 com o Palmeiras teve justamente o Juventude como um dos primeiros clubes de sua carreira como treinador, além de ter atuado como jogador da equipe na década de 70.

AGENDA

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (06), às 21h30, novamente pelo Brasileirão, mas desta vez, fora de casa: viaja à Belo Horizonte (MG) para enfrentar o América-MG, no Estádio Independência, pela 24ª rodada. Em seguida, joga pela 25ª rodada no sábado (09), às 21h, contra o Red Bull Bragantino, no Allianz Parque.

  Red Bull Bragantino x Palmeiras: números, estatísticas e curiosidades da partida

PALMEIRAS: Weverton; Gabriel Menino, Kuscevic, Gustavo Gómez e Jorge (Piquerez, no intervalo); Danilo (Deyverson, 40/2ºT), Zé Rafael (Felipe Melo, 17/2ºT) e Gustavo Scarpa; Wesley (Dudu, 17/2ºT), Rony e Luiz Adriano (Gabriel Veron, 17/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

Gols: Guilherme Castilho (6’/1ºT) (0-1) e Danilo (28’/1ºT) (1-1)

Cartões amarelos (SEP): Dudu

fonte:https://www.palmeiras.com.br/pt-br/noticias/palmeiras-e-juventude-empatam-por-1-a-1-no-allianz-parque-pelo-brasileiro/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA