Palmeiras

Palmeiras enfrenta o Cerro Porteño-Par nas oitvas da libertadores.

Publicados

em

O Cerro Porteño-PAR será o adversário do Palmeiras nas oitavas de final da CONMEBOL Libertadores 2022. O chaveamento das fases finais da maior competição de clubes do continente foi definido nesta sexta-feira (27), em sorteio realizado na sede da Conmebol, em Luque (PAR). Buscando a quinta passagem seguida às quartas de final, o Maior Campeão do Brasil inicia o duelo com o segundo colocado do grupo G fora de casa, entre os dias 28 e 30 de junho, e recebe o jogo de volta entre os dias 5 e 7 de julho.

Palmeiras e Cerro Porteño são velhos conhecidos em disputa de Libertadores. No total, são 10 jogos, quatro vitórias, quatro empates, duas derrotas, 17 gols marcados e dez gols sofridos.

O primeiro encontro foi em 1999, logo na fase de grupos, e o Verdão venceu no turno e no returno. Em 2001, voltaram a medir forças, outra vez na fase de grupos: empataram no Paraguai e o Alviverde saiu vitorioso no Palestra Italia. Em 2005, novamente pela fase de grupos, os times empataram nos dois encontros. Em 2006, também na fase de grupos, foi um empate no jogo de ida e um revés sofrido no jogo do returno, no Palestra. Por fim, em 2018, os clubes se enfrentaram pelas oitavas de final, e o Verdão fez bom resultado no jogo de ida: 2 a 0 fora de casa. Na volta, no Allianz Parque, um jogo que parecia tranquilo ficou tenso do começo ao fim após Felipe Melo ter sido expulso nos minutos iniciais do duelo. O Verdão acabou perdendo de 1 a 0, mas ainda assim assegurou vaga às quartas.

Quem passar do confronto encara na próxima fase o vencedor do duelo entre Atlético-MG (primeiro do grupo D) e Emelec-ECU (segundo do grupo A) – completam o lado alviverde da chave Athletico-PR, Libertad-PAR, Fortaleza e Estudiantes-ARG. Dono da melhor campanha da fase de grupos pela quarta vez nos últimos cinco anos (atingiu o feito também em 2018, 2019 e 2020, acumulando 26 vitórias em 30 jogos neste período), o Palmeiras tem o direito de ser o mandante das partidas de volta dos mata-matas até a final, marcada para o dia 29 de outubro, em jogo único, no Estádio Monumental de Guaiaquil (EQU).

Nas oitavas de final pela sexta temporada consecutiva, o Palmeiras tem a segunda maior sequência de presença nesta fase na história da Libertadores – apenas o River Plate-ARG, que se classifica para as oitavas desde 2015, aparece à frente neste quesito. Eliminado justamente nas oitavas em 2017, o Verdão avançou às semifinais em 2018, às quartas em 2019 e conquistou o título em 2020 e 2021.

  Abel faz pedido aos jogadores do Palmeiras para clássico contra o Corinthians no Brasileirão

Na campanha mais recente, os comandados de Abel Ferreira avançaram invictos até a decisão, superando a Universidad Católica-CHI nas oitavas (duas vitórias por 1 a 0), o São Paulo na quartas (empate por 1 a 1 no Morumbi e vitória por 3 a 0 no Allianz Parque), o Atlético-MG nas semifinais (empates por 0 a 0 no Allianz Parque e 1 a 1 no Mineirão) e o Flamengo na final (2 a 1 em Montevidéu, no Uruguai). O Verdão, aliás, não perde na Libertadores há mais de um ano e ostenta atualmente a maior série invicta da sua história: 14 partidas.

Nesta temporada, além de estabelecer a melhor campanha e o melhor ataque da fase de grupos em todos os tempos (seis vitórias em seis jogos e 25 gols marcados, com 22 de saldo), o Alviverde Imponente registrou as maiores goleadas de sua história atuando como mandante (8 a 1 sobre o Independiente Petrolero-BOL) e como visitante (5 a 0 sobre o mesmo Independiente Petrolero-BOL). Fora de casa, o time ostenta a maior série invicta da história da competição, com 20 jogos sem derrota (18 na casa do adversário e dois em campo neutro, justamente as duas últimas decisões, contra Santos, no Maracanã, e Flamengo, em Montevidéu).

O Palmeiras é o atual bicampeão da CONMEBOL Libertadores (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O desempenho avassalador nos últimos anos alçou o Palmeiras à condição de recordista brasileiro em participações (22), participações consecutivas (7, ao lado do São Paulo), títulos (3, ao lado de São Paulo e Grêmio), títulos consecutivos (2, ao lado de São Paulo e Santos), finais (6, ao lado do São Paulo), jogos (216), vitórias (123), vitórias como mandante (74), vitórias como visitante (47), vitórias fora do Brasil (44), vitórias por goleada (41), gols (417), gols como mandante (246), gols como visitante (168) e gols fora do Brasil (142).

Atualmente com sete vitórias seguidas na competição, o Palmeiras pode alcançar mais um recorde já neste primeiro duelo das oitavas, igualando Peñarol-URU (1966) e Vasco (2001) como times com maiores sequências de triunfos em todos os tempos. Também em nível geral, o Verdão já é o recordista de jogos invictos como mandante (34 jogos entre 1979 a 2005) e como visitante (18 jogos desde 2019) e de vitórias como visitante (cinco triunfos, duas vezes (em 2018 e entre 2020/2021).

  Jogo histórico: Palmeiras vence Atlético-MG nos pênaltis, após jogar com dois jogadores expulsos

Individualmente, Rony e Raphael Veiga assumiram a artilharia do clube na história da competição, com 14 gols cada – no Top 10, constam ainda Gustavo Scarpa, 4º colocado com 11 (ao lado de Willian e Borja), e Dudu, 9º com oito. Rafael Navarro é o artilheiro geral da atual edição com sete gols, tendo se tornado o primeiro palmeirense a anotar quatro vezes em um jogo de Libertadores (e também no Allianz Parque).

Já Marcos Rocha se tornou o brasileiro com mais participações em Libertadores e único a jogar dez edições seguidas (no geral, está atrás apenas do paraguaio Néstor Camacho, com 11 consecutivas), enquanto Dudu é o palmeirense com mais participações: sete. Na lista dos atletas com mais jogos pelo Verdão na competição, Weverton é o 2º colocado com 47, atrás só de Marcos, com 57, e seguido por Dudu, com 45. Entre os que mais venceram, Weverton é o líder com 35, seguido por Gómez, com 33, e Dudu, com 29.

As Crias da Academia também acumularam marcas significativas nesta caminhada alviverde: Gabriel Veron se tornou o palmeirense mais jovem a fazer gol na história do torneio continental (18 anos, um mês e 19 dias), seguido por Gabriel Jesus, Renan, Danilo e Gabriel Menino.

A comissão técnica portuguesa soma 26 jogos desde a estreia, nas oitavas de final de 2020, com 20 vitórias, quatro empates e duas derrotas. O técnico Abel Ferreira, por sua vez, já é o segundo comandante com mais vitórias na história do clube da competição (18 contra 23 de Felipão) e o terceiro com mais jogos (23 contra 25 de Vanderlei Luxemburgo e 43 de Felipão).

Confira os confrontos das oitavas de final da Libertadores:

Athletico-PR x Libertad-PAR
Tolima-COL x Flamengo
Vélez Sarsfield-ARG x River Plate-ARG
Emelec-ECU x Atlético-MG
Cerro Porteño-PAR x Palmeiras
Talleres-ARG x Colón-ARG
Corinthians x Boca Juniors-ARG
Fortaleza x Estudiantes-ARG

Confira o calendário das fases finais da Libertadores:

OITAVAS DE FINAL
Ida: 28 a 30 de junho
Volta: 5 a 7 de julho

QUARTAS DE FINAL
Ida: 2 a 4 de agosto
Volta: 9 a 11 de agosto

SEMIFINAL
Ida: 30 de agosto a 1 de setembro
Volta: 6 a 8 de setembro

FINAL
Jogo único: 29 de outubro

fone: https://www.palmeiras.com.br/noticias/atual-bicampeao-e-empilhando-recordes-palmeiras-encara-cerro-porteno-par-nas-oitavas-da-libertadores-veja-historico/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série A

Abel faz pedido aos jogadores do Palmeiras para clássico contra o Corinthians no Brasileirão

Publicados

em

Após a classificação épica na Copa Libertadores, o Palmeiras já tem uma nova “decisão” neste sábado (13.08), às 19h (de Brasília), quando encara o arquirrival Corinthians, em jogo da 22ª rodada do Brasileiro, fora de casa. Nos vestiários do Allianz Parque após eliminar o Atlético-MG, o técnico Abel Ferreira fez um pedido especial aos jogadores palestrinos, já visando justamente o compromisso de Itaquera: “Pés no chão”.

Apesar da euforia e dramaticidade pela forma que a equipe se classificou, o comandante do Verdão pediu para os atletas descarregassem rapidamente a energia vivenciada na Libertadores, com o intuito de focar sem nenhum de “salto alto” o clássico contra o Timão, que aparece como mais um jogo importantíssimo para o time na temporada.

“Independente do que acontecesse no jogo, amanhã (11) estaremos seguindo a nossa caminhada, certo? Agora, nós temos que o mais rápido possível, esvaziar essa adrenalina que está dentro de nós. A única coisa que eu peço, é que já no próximo jogo, sejam vocês próprios, que a gente jogue da nossa maneira. E mais uma vez parabéns pelo que fizeram hoje”, disse o treinador do Palmeiras.

  Palmeiras contrata Bruno Tabata, ex-Sporting e com passagens na Seleção Brasileira de base

Em termos de tabela, o Derby na Neo Química Arena tem contornos decisivos, tendo em vista que a diferença entre os dois rivais é de seis pontos (45 a 39 Palmeiras). Em caso de revés, o Verdão permite uma aproximação intensa do rival, com a liderança ficando sob perigo. Já se triunfar, o time de Abel Ferreira abre uma frente expressiva, e praticamente tira o rival da corrida pelo título.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA