Copa do Brasil

Após empate no tempo normal, Ponte Preta perde nos pênaltis e deixa a Copa do Brasil

Publicados

em

Em um jogo truncado no primeiro tempo e com um gol para cada lado na etapa complementar, a vaga para a terceira fase na Copa do Brasil foi definida nos pênaltis na noite desta quinta. E, infelizmente, a Ponte Preta acabou superada por 5 a 4 e deixou a Copa do Brasil. A Macaca volta agora as atenções ao Paulistão, que permanece paralisado, mas com chances de ser retomamado na próxima semana.

O jogo

A partida começou mais atravancada e a Ponte teve a primeira chance aos cinco minutos. Yuri tabelou com Camilo pela esquerda e ao tentou cruzar, mas foi travado pela defesa adversária, que mandou a bola para escanteio. Camilo cobrou para a área, mas a zaga oponente afastou. Aos nove, Ruan Renato lançou para João Veras, mas o atacante não alcançou.

A Macaca tocava bastante a bola, mas não conseguia espaço para chegar ao gol adversário. Aos 25, lance de perigo na área da Ponte, que terminou com Alemão, em cima de Ygor Vinhas, chutando para fora. Aos 31, João Veras pressionou o goleiro adversário, que se desfez na bola. Apodi chegou na sequência, mas o juiz marcou falta de ataque.

Aos 35, Moisés carregou a bola para o ataque em bom lance, e passou para João Veras, mas o atacante acabou sendo desarmado. Aos 37, em lance de velocidade, Moisés recebeu a bola no campo de ataque, cortou a zaga e foi derrubado pertinho da área. Camilo cobrou com veneno e a bola passou pertinho do ângulo direito do arqueiro adversário.

  Verdão bate Ponte Preta por 3 a 0 e se classifica para as quartas do Paulista

A Ponte fez uma blitz e quase chegou ao gol no finalzinho.Aos 43, Apodi cruzou para Veras, mas Alemão a zaga se antecipou e cortou pelo alto. Aos 45, quase saiu um golaço da Macaca. João Veras matou a bola para cima e Apodi pegou de puxeta, mandando a bola raspando no travessão. Aos 46, nova boa oportunidade, com Ruan Renato pegando a sobra após ataque alvinegro e mandando uma bomba na área adversária. A bola desviou e sobrou para Veras, que chutou rente à trave oponente e saiu em linha de fundo.

A Ponte saiu para cima no segundo tempo e já no primeiro minuto Veras passou para Moisés, que passou pela zaga, mas a bola acabou saindo. Na sequência, bom cruzamento para Apodi, mas a arbitragem marcou impedimento. Aos três, Camilo foi parado com falta e ele mesmo cobrou, mas a zaga interceptou. Aos sete, Yuri fez jogada individual pela esquerda, tabelando com Pedrinho, mas foi interceptado próximo à grande área.

Aos 14, saiu o gol da Macaca, e que Golaço. Moisés foi derrubado perto da linha de fundo adversária e Camilo cobrou em curva, com perfeição. A bola passou no meio dos zagueiros adversários e do goleiro,balançando as redes do Criciúma. Ponte 1 a 0.

Aos 18, quase saiu o segundo, com bola cruzada na párea e o estreante Niltinho mandando uma bela cabeçada para o gol. O goleiro adversário se esticou inteiro e não alcançou a bola, que bateu na trave e saiu. Aos 27, porém, foi o adversário que chegou ao empate, em bola de meia bicicleta na área, sem chande de defesa para Ygor Vinhas.

  Na vice -liderança Ponte Preta vence o Náutico com dois gols de cabeça

Aos 35, Niltinho criou boa chance e cruzou na área, mas a defesa adversária interceptou. Na sequência, Paulo Sérgio teve bom lance e o goleiro adversário pulou na bola pouco antes do chute. Aos 38, mais uma bela jogada com Apodi e Niltinho, mandando a bola pra área, mas o goleiro conseguiu na hora da conclusão alvinegra.

A Ponte seguiu sufocando o Criciúma, que se retrancou em busca dos pênaltis. Aos 44, bola de Camilo na área, que o adversário tirou de cabeça. Aos 47, Locatelli foi parado com falta no ataque. Camilo cobrou e na sequência, em cruzamento na área, Luizão cabeceou rente à trave e Apodi quase concluiu. O juiz então apitou o final do jogo e a decisão foi para os pênaltis.

Camilo bateu primeiro, no cantinho, e marcou. Pedrinho bateu para o adversário, com paradinha, e empatou. Na sequência, Locatelli cobrou, mas a bola saiu por cima do gol, para fora. Helder cobrou e colocou o time da casa na frente.   Paulo Sérgio cobrou o terceiro da Macaca e deixou o dele. Mas Claudinho cobrou o terceiro do adversário e deixou o dele.

O quarto pênalti da Macaca foi de Niltinho, que deixou goleiro num canto e bola no outro. Eduardo cobrou o seguinte e marcou. O quinto da Ponte foi cobrado por Ruan Renato , que deixou o dele. O Criciúma, porém, estava na frente e Índio marcou. Fim de jogo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Atlético-MG

Galo vence no Ceará e é finalista da Copa do Brasil

Publicados

em

O Galo é finalista da Copa do Brasil. Confirmou a classificação para sua terceira final do torneio ao vencer o Fortaleza por 2 a 1, no jogo de volta da semifinal. A partida foi disputada na noite desta quarta-feira, dia 27, no estádio Castelão, em Fortaleza.
Fotos: Clube Atlético Mineiro / Pedro Souza
Diego Costa, aos 13 minutos do primeiro tempo, e Hulk, aos 37 da etapa final, foram os artilheiros da noite pelo lado atleticano. Romarinho, aos 44 do segundo tempo, descontou para o time da casa.
O adversário na decisão será o Athletico-PR, que eliminou o Flamengo na outra semifinal. As finais da Copa do Brasil serão realizadas nos dias 12 e 15 de dezembro. Os mandos de campo serão definidos por sorteio.
No jogo de ida da semifinal, quarta-feira passada, no Mineirão, o Atlético goleou o Fortaleza por 4 a 0, com gols de Arana, Réver, Hulk e Zaracho.
Fotos: Clube Atlético Mineiro / Pedro Souza
O JOGO foi bastante truncado no primeiro tempo. Diante da intensa disputa no meio-campo, foram poucas as finalizações nos primeiros 45 minutos.
Em lance pela direita,  ao quatro minutos, Diego Costa deu bom passe para Vargas, que acabou sendo desarmado pelo defensor cearense.
O Fortaleza levou perigo aos onze minutos, mas Edinho não conseguiu desviar a bola após tentativa de finalização de Wellington Paulista.
Aos 42, Arana cobrou falta de longa distância e exigiu grande defesa do goleiro Marcelo Boeck. Os donos da casa ameaçaram no chute de David e a bola saiu à esquerda do gol de Everson.
Fotos: Clube Atlético Mineiro / Pedro Souza
O Galo voltou para o SEGUNDO TEMPO com Dodô no lugar de Guilherme Arana.  Aos dois  minutos, Vargas recebeu ótimo lançamento de Dodô e ficou cara a cara com o goleiro, que fez grande defesa na finalização do atacante chileno.
GOOOOL DO GALO – Depois de erro de passe do Fortaleza no meio-campo, aos 13 minutos, Vargas deu lançamento perfeito para Diego Costa, que partiu em velocidade, driblou o goleiro e tocou para o gol: Galo 1 x 0.
Fotos: Clube Atlético Mineiro / Pedro Souza
Aos 20 minutos, o técnico Cuca substituiu Diego Costa por Eduardo Sasha e Alan Franco por Dylan Borrero. em seguida, Vargas deixou o campo para a entrada de Hulk. Aos 31, Nathan entrou no lugar de Jair.
GOOOOL DO GALO – Aos 35, Sasha recebeu passe de Dylan, invadiu a área e tentou driblar seu marcador, que colocou o braço na bola. O árbitro marcou pênalti e Hulk cobrou no canto esquerdo do goleiro, ampliando a vantagem alvinegra: Galo 2 x 0.
Fotos: Clube Atlético Mineiro / Pedro Souza
Aos 44, o Leão diminuiu em chute de Romarinho, de fora da área. No lance, a bola desviou em Igor Rabello, tirando a chance de defesa do goleiro Everson.
Próximo desafio – O Atlético voltará a campo neste sábado, dia 30, para enfrentar o Flamengo, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão. O jogo acontecerá às 19h, no Maracanã.
FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 1 x 2 ATLÉTICO
Competição: Copa do Brasil
Etapa: Semifinal (volta)
Data: 27/10/2021 (quarta-feira)
Estádio: Castelão
Cidade: Fortaleza (CE)
Gols: Diego Costa (13′ – 1ºT), Hulk (37′ – 2ºT), Romarinho (44′ – 2ºT)
Fortaleza
Marcelo Boeck; Éderson, Titi, Matheus Jussa, Edinho (Osvaldo), Felipe, Ronald, Matheus Vargas (Romarinho), Bruno Melo, David (Igor Torres) e Wellington Paulista (Henríquez).
Técnico: Juan Vojvoda.
Atlético
Everson; Réver, Igor Rabello, Alonso, Guga, Jair (Nathan), Alan Franco (Dylan Borrero), Tchê Tchê, Guilherme Arana (Dodô), Vargas (Hulk) e Diego Costa (Eduardo Sasha).
Técnico: Cuca.
Cartões amarelos: (Atlético); Wellington Paulista, Igor Torres, Ronald (Fortaleza)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (AB-SP)
Árbitro Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP)
Árbitro Assistente 2: Daniel Paulo Ziolli (AB-SP)
Quarto Árbitro: Douglas Marques das Flores(AB-SP)
Quinto Árbitro: Jaílson Albano da Silva (AB-CE)
Árbitro de Vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA-SP)
Avar: Fábio Rogerio Baesteiro (AB-SP)
Observador de VAR: Marcos André Gomes da Penha (CBF-ES)
fonte: https://atletico.com.br/noticias/galo-vence-no-ceara-e-e-finalista-da-copa-do-brasil
COMENTE ABAIXO:
  Atacante do Ponte Preta lamenta situação crítica do Cruzeiro "infelizmente, não vive bom momento"
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA