brasileirão série a

Em clássico movimentado, Santos e Palmeiras ficam no empate de 2 a 2

Publicados

em

Na Vila Belmiro, Alviverde e Peixe fizeram Clássico da Saudade com emoção de sobra e empataram em 2 a 2

Santos e Palmeiras fizeram um clássico bastante movimentado pela 24ª rodada do Brasileirão Assaí e terminaram empatados em 2 a 2. Os gols do Peixe no jogo deste sábado (5) na Vila Belmiro foram marcados por Diego Pituca e Marinho. O Alviverde respondeu com Raphael Veiga e Willian.

Com o resultado do Clássico da Saudade, os dois times ganharam uma posição cada. O Palmeiras agora é o quarto colocado, com 38 pontos, e o Santos vem logo atrás, com a mesma pontuação e o quinto lugar na tabela. Veja como foi o duelo:

O Palmeiras começou com mais posse de bola, ocupou os espaços ofensivos no início e teve a primeira chance aos 11 minutos, em chute traiçoeiro de Emerson Santos que exigiu boa defesa de John. Aos poucos, no entanto, o Santos foi se soltando e foi ao ataque com perigo em duas oportunidades: primeiro, em remate de Felipe Jonatan que foi direto para fora. Depois, em cobrança de escanteio fechada de Marinho, que quase terminou em gol olímpico. A pressão santista seguiu, com chutes perigosos do próprio Marinho e de Soteldo. Logo na sequência, aos 31, Willian respondeu pelo Alviverde em toque por cima de John, mas a tentativa foi para fora. Porém, o Peixe não perdoou quando voltou a ser ofensivo. Aos 37, Kaio Jorge viu Diego Pituca livre e passou para o volante, que só tocou para a rede e abriu o placar.

  Goiás deixa a lanterna da tabela após empate de 2 a 2 contra o Ceará

Depois de um intervalo um pouco mais longo que o normal devido a uma queda de luz na Vila Belmiro, os times voltaram para o segundo tempo cheios de energia. Apenas nos primeiros cinco minutos, duas boas chances para cada equipe. A última delas aconteceu em cobrança de escanteio do Palmeiras, afastada por Lucas Braga. Porém, o lance foi revisado pelo árbitro de vídeo, que pegou toque de mão de Lucas Veríssimo e marcou pênalti para os visitantes. Na batida, aos nove minutos, o meia Raphael Veiga mandou no canto esquerdo e igualou o marcador.

O Santos teve outra boa chance com Veríssimo, que mandou por cima. Porém, o Palmeiras estava letal no ataque e fez o gol da virada aos 17 minutos. Willian, que iria sair antes de cobrança de escanteio, pediu para esperar e foi recompensado: na sobra, ele apareceu na segunda área e completou para a rede. Apesar da desvantagem, o Peixe não desistiu. Primeiro, Marinho tentou da ponta direita e rematou pelo lado de fora do barbante. Depois, aos 25, não teve jeito: ele aproveitou passe de Vinícius Balieiro, dominou tirando de Alan Empereur e bateu cruzado para marcar um golaço e deixar tudo igual novamente. Após o empate, o confronto seguiu quente, mas o número de chutes diminuiu. O árbitro de vídeo entrou mais uma vez em ação aos 48 e expulsou Zé Rafael por excesso de força em dividida com Felipe Jonatan. No fim, os dois times não conseguiram finalizar e saíram com um ponto da Vila Belmiro.

  Verdão fecha preparação para confronto com o Flamengo em treino tático no campo sintético

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

brasileirão série a

Inter volta a liderança com grande estilo após massacrar o São Paulo por 5 a 1

Publicados

em

Histórico! Em uma atuação de luxo dos comandados de Abel Braga, o Clube do Povo goleou o São Paulo, no Morumbi e conquistou a sétima vitória consecutiva no Brasileirão. Iniciado às 21h30, o clássico nacional, válido pela 31ª rodada do Campeonato, teve como placar final o 5 a 1 colorado, construído através dos gols de Cuesta, Caio e Yuri, este três vezes.

O triunfo leva o Inter à liderança do campeonato com 59 pontos, dois a mais do que o São Paulo. Na próxima rodada, o Clube do Povo volta a campo às 16h de domingo (24/01), no Beira-Rio, para enfrentar o Grêmio no Gre-Nal 429.

Crédito Ricardo Duarte

O Internacional construiu primeiro tempo de almanaque no gramado do Morumbi. Com linhas adiantadas, o time de Abel Braga encaixotou os locais e, transcorridos cinco minutos, já somava duas grandes oportunidades. Aos sete, a recompensa para tamanha ousadia chegou: gol de Cuesta após cruzamento de Moisés.

A vantagem permitiu ao Clube do Povo postura mais reservada, mas nem por isso vazia de compromisso. Dono do jogo, o Inter seguiu acumulando oportunidades, especialmente através da inteligentíssima movimentação de Yuri Alberto, sempre à procura das costas da zaga adversária. Aos 24, o camisa 11 recebeu livre e, garçom, acionou Caio, que finalizou com muita tranquilidade para ampliar.

  Grêmio e Corinthians empatam sem gols na 22ª rodada do Brasileirão

Antes do intervalo, Luciano descontou para os locais. Nem o tento, contudo, alterou o cenário do confronto. Embora dono de maior posse de bola, o São Paulo seguiu preso à defesa colorada, enquanto o Inter, na frente, voltou a criar oportunidades. O placar, porém, seguiu indicando 2 a 1 até o apito final do primeiro tempo.

Se o primeiro tempo beirou a perfeição, a etapa final atingiu o feito com maestria. Desesperado para conquistar a igualdade, o São Paulo retornou dos vestiários com postura excessivamente ofensiva. Nos 10 minutos iniciais, até pressionou, mas não levou grande perigo. Logo depois, a maturidade do Inter foi novamente comprovada.

O Clube do Povo adiantou suas linhas e assustou com escapada de Peglow. Tiago Volpi encaixou firme o cruzamento da jovem promessa colorada, mas não contava com a subida das linhas alvirrubras. Na saída de jogo rival, Dourado interceptou e Yuri, frio, começou o show. Inter 3 a 1!

Baqueado, o São Paulo foi às cordas com o tento. O time de Abel Braga percebeu. Lançado por Peglow após grande tabela deste com Edenilson e Praxedes, Yuri saiu de cara com Volpi, driblou o goleiro e, sem olhar, mandou para as redes. Quarto colorado, saiu aos 20.

  Santos não faz marcação, perde do Ceará e dá adeus á Copa do Brasil

Dois minutos depois, veio o quinto. Mais uma vez, o dono da 11 foi lançado nas costas da zaga, desta vez por Patrick. Do campo de defesa, o goleador partiu e, já na grande área, mandou cruzado. Volpi resvalou, mas não afetou o rumo da esférica. Inter 5 a 1, três pontos na conta, hat-trick de Yuri e liderança assegurada!

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA