Santos

Santos é um dos clubes da Série A com mais cartões vermelhos

Contra o Ceará, Lucas Veríssimo foi oitavo expulso do Peixe depois de retomada do futebol

Publicados

em

O Santos se tornou o segundo clube da Série A com mais expulsões após a retomada do futebol.

Na última quarta-feira, no empate sem gols com o Ceará, pela Copa do Brasil, o Peixe voltou a sofrer com um cartão vermelho e não conseguiu a vitória na Vila Belmiro. Foi a oitava expulsão de um jogador do Santos pós-pausa – o Grêmio é o único que tem mais, com nove. Até então, havia empate no quesito com o próprio Ceará, que tem sete expulsos.

Veja as oito expulsões do Santos pós-pausa:

  • Santos 1 x 1 Santo André (Carlos Sánchez);
  • Novorizontino 3 x 2 Santos (Uribe);
  • Santos 1 x 3 Ponte Preta (Marinho);
  • Palmeiras 2 x 1 Santos (Alison);
  • Ceará 0 x 1 Santos, pelo Brasileirão (Alison e Luan Peres);
  • Goiás 2 x 3 Santos (Arthur Gomes);
  • Santos 0 x 0 Ceará, pela Copa do Brasil (Lucas Veríssimo).

Sobre a expulsão de Lucas Veríssimo contra o Ceará, Cuca admitiu o tamanho do prejuízo para o Santos no restante da partida e analisou a jogada.

O Santos volta a campo neste domingo, às 18h15 (de Brasília), quando enfrenta o Bahia, pelo Brasileirão. Na Copa do Brasil, o Peixe decide a vaga contra o Ceará na próxima quarta-feira, no Castelão.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

libertadores

Mesmo com derrota Santos avança nas quartas de finais da Libertadores

Publicados

em

Na noite de terça-feira (1), o Santos se classificou para as quartas de finais da Taça Libertadores, mesmo perdendo pelo placar de 1 a 0. Com o triunfo da semana passada na altitude por 2 a 1, o Peixe poderia perder por 1 a 0 pela soma dos resultados. Com o 2 a 2 no agregado, o time santista se qualificou pelos dois gols marcados fora de casa.

Será a 9ª vez em que o Peixe disputará a fase de quartas de finais da maior competição das Américas. Das 15 participações do time santista, quatro foram na década de 1960, e nessa época, não existia quartas de finais, os clubes já se qualificavam da primeira fase direto para as semifinais. Portanto, retirando as participações do Alvinegro na década de ouro, ficam 11 disputas, e apenas em duas ocasiões o time santista não obteve a qualificação para as quartas.

Agora, o Santos espera o seu próximo adversário que sairá do confronto entre Grêmio e Guaraní/PAR. O primeiro jogo das quartas de finais já será na semana que vem, com a data ainda a definir.

A próxima partida do Alvinegro será no domingo (6), contra o Palmeiras na Vila Belmiro as 16h00, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Antes do ponteiro marcar um minuto, Felipe Jonatan trouxe o Santos para o ataque pela primeira vez. O lateral santista arriscou de fora da área e a bola passou por cima do travessão.

  O Santos de Pelé versus o Botafogo de Garrincha

Aos seis minutos, Pará faz boa jogada pela direita e cruza na medida para Kaio Jorge. O centroavante cabeceia com perigo, mas a bola acaba indo para fora.

Três minutos depois, Pará faz outra boa jogada e cruza na pequena área sem ninguém conseguir finalizar.

Em novo cruzamento, dessa vez pelo lado esquerdo aos 16 minutos, novamente quase o Peixe marca. Soteldo levanta na área, e por muito pouco Luan Peres ou Kaio Jorge alcançam a bola.

Pará puxa rápido contra e lança Kaio Jorge aos 22 minutos. O centroavante avança e ganha na corrida da marcação, mas acaba parando no goleiro, que consegue desviar o chute do camisa 9 para escanteio.

Aos 29 minutos, outra boa chegada do time santista. Lucas Braga sofre falta pela esquerda, e na cobrança, Soteldo cruza e o próprio Lucas Braga manda a bola na trave.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Dez minutos depois, mais uma vez Lucas Braga quase abre o placar para o Santos. Marinho faz boa jogada pela esquerda e cruza para Lucas, e o atacante santista cabeceia pra fora.

A primeira etapa terminou com amplo domínio do time santista e várias chances de gols criadas.

  Com desfalques em ambas equipes, Corinthians e Santos ficam somente no empate

O Peixe retornou para a partida da mesma forma que a iniciou, em cima da equipe equatoriana e em busca do gol.

Aos sete minutos, Diego Pituca proporcionou o primeiro momento de perigo da segunda etapa. O volante santista arriscou de fora da área, e a bola passou muito próxima ao gol.

Três minutos depois, Marinho também chutou com muito perigo para fora.

A LDU chegou ao gol aos 19 minutos através de Zunino.

Aos 32 minutos Marinho cobrou falta e a bola passou por cima do travessão, levando perigo a meta equatoriana.

O Santos manteve a posse de bola a maior parte do fim da segunda etapa, não deixando a LDU levar perigo ao gol defendido por John.

Nos minutos finais, o Peixe foi inteligente e segurou a bola no ataque, principalmente com Marinho e Bruno Marques.

O árbitro sinalizou seis minutos de acréscimo, e restando alguns segundos para terminar a partida, houve uma desentendimento entre os atletas, onde gerou algumas expulsões.

Ao reiniciar o jogo, o árbitro apenas esperou o goleiro John cobrar o tiro de meta, para dar números finais ao jogo e para o Peixe sacramentar a vaga nas quartas de finais da Taça Libertadores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA