Vitória

Vitória realiza treino tático e cobranças de pênaltis

Publicados

em

O Vitória finalizou a preparação, na  terça-feira (6), para jogar contra o Rio Branco (ES), amanhã, pela 2ª Fase da Copa do Brasil. A partida será às 19 horas, no Barradão, e apontará o time que seguirá para a 3ª Fase.

Pelo regulamento, diferente da 1ª Fase, o empate não beneficia a equipe visitante. Ocorrendo o empate, a decisão da vaga será por meio da cobrança de tiro livre da marca do pênalti.

Precavendo-se para essa possibilidade, o técnico Rodrigo Chagas treinou cobranças de pênaltis com todos os jogadores.

Antes, Chagas comandou um trabalho tático e treinou diversas situações de jogo com o provável time que iniciará o confronto. No fim, deu atenção especial às bolas paradas ofensivas e defensivas.

Finalizadas as atividades no gramado do Barradão, Rodrigo convocou 23 jogadores, que subiram para a chácara Vidigal Guimarães, onde já estão concentrados. O volante João Pedro, expulso no jogo contra o Águia Negra, em Rio Brilhante (MS), pela 1ª Fase, cumprirá suspensão.

“A gente tem que ter um cuidado maior, seja qual for o adversário. Sei que é uma equipe muito técnica, com bastante jogo apoiado, tem à sua frente um treinador alemão e que vem aplicando um bom trabalho. Mas tenho certeza que a gente vai tomar as devidas precauções, estudar bastante o adversário para, se Deus quiser, ter êxito nesse jogo”, afirmou Rodrigo na coletiva ao falar sobre as dificuldades que espera diante do Rio Branco.

  Vitória empata em Teresina e enfrentará o Altos na próxima fase

O trio formado por Guilherme Rend, Fernando Neto e Eduardo, segue o protocolo pós-recuperação de lesões, com corrida em torno dos campos e exercícios na academia de musculação, com a supervisão do fisiologista Rafael Daltro.

Wesley e Caíque Souza estão na fase de recondicionamento com o preparador físico Rodrigo Santana.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série B

Vitoria ganha pela rodada da serie B

Wagner Lopes destaca a organização tática e enfatiza a superação dos jogadores

Publicados

em

Organização + União. Essa combinação foi perfeita no jogo desta terça-feira, quando o Vitória bateu o Sampaio Corrêa, por 1 a 0, em São Luís, e voltou a vencer no Brasileiro. Na entrevista pós-jogo, ainda no Estádio Castelão, o treinador rubro-negro Wagner Lopes fez questão de destacar o empenho dos guerreiros.

“Acho que a organização e a união dos jogadores fizeram uma diferença enorme. Jogamos no sábado, viajamos no domingo, chegamos na segunda, um calor muito grande, jogadores tiveram muita superação. Jogadores tiveram uma boa comunicação dentro de campo, foram muito organizados, tivemos muito mérito nessa vitória. Ressaltar que a nossa união vai nos tirar dessa situação de rebaixamento”, afirmou.

O Vitória nesse jogo contra o Sampaio Corrêa foi determinado taticamente e cumpriu o que o treinador vem pedindo faz tempo: truncar o jogo.

“A avaliação nossa é muito positiva. Nós defendemos em bloco baixo com muita agressividade, truncamos jogo na hora certa. A gente sabia que o Sampaio, muitas vezes, espeta os laterais ao mesmo tempo. A gente já tinha traçado a estratégia de que quando roubasse a bola fizesse as inversões e conseguisse atacar a última linha buscando profundidade. Fizemos gol, coisa que há seis jogos não estávamos conseguindo. Valorizar todos os jogadores, os que ficaram de fora, os que entraram, todo mundo lutando, incentivando. Cobrança interna muito grande. Agradecer aos jogadores e parabenizar porque hoje não só foi uma vitória merecida, mas principalmente volta a gente a encostar, a ficar mais próximo para sair da zona de rebaixamento, que é o nosso objetivo”, disse.

  Aos 46 minutos do 2º tempo Operário marca e finaliza com empate de 1 a 1 contra o Vitória

FOTOSAscom/ECV

VITÓRIA DA UNIÃO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA