Corinthians

Há 27 anos, Marcelinho Carioca estreava pelo Corinthians

Publicados

em

No dia 19 de janeiro de 1994, um dos maiores ídolos da história do Corinthians fazia a estreia com a camisa alvinegra: Marcelinho Carioca. O meia fez a primeira partida dele pelo Timão em amistoso contra o Comercial, no Pacaembu. A partida vencida por 1 a 0 pelo Alvinegro do Parque São Jorge foi o início de uma história de alegrias e glórias, que pode ser numericamente resumida em 433 jogos, 206 gols e oito títulos.

Marcelinho teve, ao todo, três passagens pelo Timão: 1994 a 1997, 1998 a 2001 e 2006. Tempo suficiente para ganhar quatro Paulistas (1995, 1997, 1999 e 2001), uma Copa do Brasil (1995), dois Brasileiros (1998 e 1999) e um Mundial de Clubes da FIFA (2000).

Referência em bolas paradas, o Pé-de-Anjo, apelido que ganhou graças às cobranças magistrais, é também o quinto maior artilheiro da história do clube, colecionando gols bonitos, decisivos e inesquecíveis com a “segunda pele” dele – maneira carinhosa com que o próprio craque chama o manto alvinegro.

COMENTE ABAIXO:
  Direto do CT: Timão faz treino tático de olho no Athletico
Propaganda

Bragantino

Na estreia do Campeonato Paulista, Corinthians empata com Bragantino

Publicados

em

No início da noite de domingo (28), o Corinthians entrou em campo para seu primeiro desafio no Paulistão 2021. Pela 1ª rodada da competição, o Timão ficou no empate com o Red Bull Bragantino por um placar de 0 a 0 no estádio Nabi Adi Chadid.
Com o resultado, o Alvinegro conquista o seu primeiro ponto no Estadual nesta primeira fase. O Timão se encontra no grupo A, junto de Botafogo-SP, Inter de Limeira e Santo André.
Os primeiros minutos do Timão no Paulistão 2021 foi de bastante equilíbrio entre os clubes. Com muita movimentação e velocidade por ambas as partes, o Alvinegro buscou algumas oportunidades mas sofreu uma pressão inicial em campo, com boas defesas do goleiro Cássio.
A primeira chance de gol do Corinthians aconteceu aos 17 minutos. Bruno Méndez retomou a bola no setor ofensivo, tocou para Ramiro, que arrumou para Léo Natel; o jogador dominou e arriscou um bom chute da entrada da área, e a bola acabou passando muito perto da trave direita do goleiro adversário.
Depois do lance, o Coringão conseguiu pressionar mais a equipe adversária e aumentar a posse de bola, principalmente no campo de ataque. Aos 26 minutos, quase abriu o placar em Bragança Paulista. Em uma boa troca de passes após cobrança de escanteio, Gabriel entrou na grande área e cruzou para trás, e Rodrigo chegou finalizando, mas a bola passou mais uma vez ao lado da trave.
Com um ritmo da partida mais lento, as equipes deixaram de criar muitas chances de gols até o intervalo. A última chance na primeira etapa do Alvinegro foi aos 46 minutos, quando Bola sobrou para Lucas Piton próximo a entrada da área, que finalizou de perna direita porém a bola saiu pelo lado.
A etapa complementar iniciou de uma forma semelhante como se encerrou o primeiro tempo, com a partida concentrada mais no meio-campo, sem muitas oportunidades claras para Corinthians e Red Bull Bragantino.
O técnico Vagner Mancini, com objetivo de deixar a equipe com mais posse de bola fez uma mudança tripla aos 23 minutos. Saíram Rodrigo, Mateus Vital e Léo Natel e entraram Cauê, Gabriel Pereira e Gustavo Silva.
Aos 30 minutos, mais uma mudança no Coringão, dessa vez, ainda mais ofensiva, saindo o volante Gabriel e entrando o camisa 10 Cazares.
Aos 33 minutos o Timão chegou ao ataque com mais perigo, quando a Bola sobrou mascada para Jemerson, que tentou, mas não consegue finalizar na área. Na sobra, Gustavo Silva pressionou a marcação, mas acabou não conseguindo dar sequência ao lance.
Mais tarde, aos 42 minutos, Gabriel Pereira também chegou bem no ataque. O garoto fez uma boa jogada individual, cortou o zagueiro, e arriscou de fora da área, mas a bola foi por cima do travessão.
No fim de jogo, o Red Bull Bragantino ainda chegou a balançar a rede em uma bola aérea, mas o árbitro de vídeo pegou impedimento da equipe mandante, dessa forma, a partida se encerrou no 0 a 0.
COMENTE ABAIXO:
  Corinthians tem a pior sequência de aproveitamento desde 2014
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA