Brasileirão Série B

Juventude vence o Guarani de 1 a 0 e encerra primeiro turno no G4 da série B

Publicados

em

Com uma atuação de superação e garra, o Juventude bateu o Guarani por 1×0 e encerrou o primeiro turno da Série B entre os quatro melhores da competição. A partida, válida pela 19ª rodada, ocorreu na tarde deste domingo (01/11), no estádio Alfredo Jaconi. Wellington, de cabeça, garantiu a vitória Alviverde. Com os três pontos, a equipe comandada pelo técnico Pintado chegou aos 31 e, desta forma, o Verdão termina o primeiro turno com o melhor ataque da Série B, com 27 gols marcados.

O jogo

Buscando abrir o placar cedo, o Juventude mostrou intensidade nos primeiros minutos e criou boas oportunidades de gol. Logo aos três, Rafael Silva escorou para Cajá na área, que chegou finalizando. Gabriel caiu para fazer a defesa. Aos oito, Capixaba encontrou Rafael Silva na área. O camisa nove bateu cruzado, mas a defesa apareceu para cortar. Um minuto depois, Cajá partiu em velocidade pelo meio e soltou a bomba. A bola saiu raspando a trave direita.

Com uma defesa sólida, o Juventude seguiu anulando as chegadas do Guarani, que só assustou aos 21 minutos, em cobrança de falta que se perdeu pela linha de fundo. O Ju inaugurou o marcador aos 23. Cajá cobrou escanteio e Wellington subiu no segundo andar. A bola ainda desviou na zaga antes de entrar. 1×0. Aos 33, Cajá recebeu na direita e cruzou com perigo. Rafael Silva se esticou todo para tentar desviar, mas a bola parou nas mãos do goleiro.

  Brasil Pelotas segura os ataques do Vitória fora de casa e conquista ponto com empate

Querendo ampliar, o Juventude seguiu pressionando no primeiro tempo. Aos 34, Cajá recebeu na área e chutou forte, mas a zaga do Bugre apareceu para tirar uma bola que tinha endereço. O Guarani assustou aos 39. Júnior Todinho bateu colocado de fora da área e a bola acertou o travessão. Na última oportunidade do primeiro tempo, Breno driblou o marcador e mandou para o meio da área. Cajá chegou dividindo com a marcação e a bola saiu tirando tinta da trave.

Se no primeiro tempo o Juventude teve amplo domínio, na segunda etapa o Guarani chegou a equilibrar o jogo, mas não conseguiu superar a defesa Alviverde. Aos quatro, Lucas Crispim recebeu na área e acertou o travessão. O Ju respondeu à altura. Aos nove, Cajá cobrou escanteio na primeira trave e Breno antecipou a marcação. A bola passou perto da trave. Aos 21, Capixaba pegou sobra na área, limpou a marcação e bateu colocado. A bola caprichosamente passou rente a trave direita do goleiro.

Precisando do resultado, o Guarani tentou esboçar alguma pressão. Aos 29, Renanzinho recebeu na área em condições de marcar, mas foi travado por Wellington, que evitou o que seria o gol de empate. O Ju respondeu rápido. Um minuto depois, Marcelo Carné lançou Rafael Silva, que ganhou da marcação e tentou o passe para Breno, que por muito pouco não chegou para mandar para o gol. Com a vantagem, o Verdão soube administrar o placar e conquistou a 8ª vitória na competição.

  Guarani perde para o Brusque fora de casa

Agora, o Juventude muda o foco para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira (05), a equipe Alviverde recebe o Grêmio, pelo jogo de volta das oitavas de final da competição.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série B

Cruzeiro e Náutico empatam pela serie B

Publicados

em

Fim da disputa na Série B do Brasileiro para Cruzeiro e Náutico. As duas equipes empataram sem gols em jogo válido pela 38ª, e última, rodada da competição. A partida aconteceu no Mineirão, em Belo Horizonte, na noite desta quinta-feira (25).

A Raposa se despede da Série B deste ano com 48 pontos, atualmente em 11º lugar. Já o Timbu somou 53 pontos e termina em oitavo.

O jogo

O Cruzeiro pressionou o Náutico na etapa inicial do Mineirão. Logo aos seis, Marcelo Moreno recuperou a bola no ataque, limpou a marcação e chutou firme, mas a bola foi sobre o gol. Na altura dos 28, Rômulo fez o goleiro Anderson trabalhar em finalização de fora da área. O arqueiro apareceu novamente em chute de Claudinho.

A pressão da Raposa só aumentou. Aos 33, Giovanni chutou colocado e o goleiro do Náutico operou uma grande defesa. No ataque seguinte, Anderson espalmou uma pancada de Eduardo Brock. O Timbu apenas ameaçou aos 45, em desvio de Thássio, que passou próximo à trave. O time celeste terminou a primeira etapa com 16 finalizações, mas o placar foi mantido.

  Fora de casa, Juventude é superado pelo Operário, mas segue no G4

No segundo tempo, o Cruzeiro iniciou com o mesmo ritmo. Na altura dos seis, Wellington Nem cabeceou de dentro da pequena área, mas Anderson defendeu. Já aos dez, foi a vez de Marcelo Moreno arriscar o chute, porém a bola foi para fora.

Com um ritmo intenso na volta do intervalo, a partida ficou mais cadenciada a partir dos 20 minutos. O time mineiro seguiu com a posse, mas o Náutico conseguiu se estruturar melhor no campo de defesa, dificultando o ataque cruzeirense. Na reta final, o Cruzeiro teve mais algumas oportunidades, mas não foi às redes e o placar terminou 0 a 0.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA