Vasco

Ernando elogia a evolução defensiva do Vasco e se coloca à disposição para a final da Taça Rio

Publicados

em

Contratado no início da temporada, o zagueiro Ernando concedeu uma entrevista coletiva, na tarde desta quinta-feira (20/05), no CT do Almirante. De olho na final da Taça Rio, o reforço vascaíno elogiou o desempenho defensivo da equipe na primeira partida, vencida pelo cruzmaltino por 1 a 0. O camisa 44 destacou ainda que o Vasco teve a consistência necessária na marcação para a disputa de todas as competições.

– Foi importantíssimo não sofrer gols contra o Botafogo porque o sistema defensivo vinha sendo cobrado de ter uma regularidade melhor e mais consistência. Nossa equipe teve padrão defensivo muito bom e uma consistência que é necessária para a disputa de todas as competições. Você tendo sistema defensivo seguro dá respaldo para o sistema ofensivo jogar e não se preocupar com contra-ataques – ressaltou o zagueiro.

Desde a chegada do técnico Marcelo Cabo, notou-se uma postura diferente na forma de jogar da equipe. Porém as jogadas aéreas eram um problema para a defesa vascaína nesse início de temporada. Ernando falou um pouco sobre a cobrança do comandante Marcelo Cabo para esse tipo de jogada e revelou que a cobrança existia também entre o grupo de atletas.

– É importante esse trabalho que vem sendo feito pelo Marcelo. A melhoria foi vista no último jogo, diante do Botafogo. Eu, que estava fazendo trabalho à parte, via a cobrança do Marcelo nas bolas paradas durante os treinos. Acho que cada um fez a autocobrança, se colocou mais à disposição para evitar gols de bola parada e os gols normais – destacou Ernando.

Ernando não atua desde o empate em 2 a 2 com o Boavista, no dia 18 de abril. O atleta explicou que esse período fora dos jogos havia sido acordado desde sua chegada ao clube, no início da temporada. O experiente zagueiro teve que parar para realizar um período de recuperação física e já se colocou à disposição para jogar a decisão da Taça Rio contra o Botafogo, no próximo sábado (22), às 15h05, em São Januário.

  Vasco vence clássico diante do Botafogo por 3 a 0

– Sobre esse tempo que eu fiquei fora, foi conversado com a comissão técnica e com o Marcelo Cabo. Assim que eu cheguei, eu tive 15 ou 20 dias de férias, assim digamos, depois que saí do Bahia. Quando cheguei aqui, o Marcelo já quis que eu entrasse em campo, e eu não tive tempo para fazer fortalecimento e uma preparação adequada. Ficou acertado com ele que na Copa do Brasil, que é uma competição onde o Vasco precisava de base forte, que ele contasse comigo. Estou me sentindo muito bem já para esse próximo jogo, essa final contra o Botafogo, e também para a sequência do Brasileiro da Série B.  – disse o camisa 44.

Confira outros trechos da coletiva: 

Período de 15 dias em recuperação física

– Como fiquei um período inativo, realmente não fiz nada durante 15, 20 dias. Quando cheguei, Marcelo falou que precisava de mim em campo. Consegui fazer os primeiros jogos, mas logo depois do Botafogo senti cansaço muscular. Voltei depois, consegui fazer bom jogo com o Flamengo e com o Boavista, só que já estava combinado com a comissão técnica de fazer essa preparação de 10 a 15 dias. Essa preparação foi fundamental para mim. Para eu me fortalecer na academia e fazendo trabalhos que gosto no campo.

– Estou me sentindo muito bem, o trabalho foi muito bem feito pela comissão. Eu me conheço, joguei bastante no ano passado pelo Bahia. Sempre atuei muito na minha carreira, não gosto de ficar fora dos jogos. Vou trabalhar para ficar fortalecido fisicamente, estar apto aos jogos e recuperar a sequência de jogos que tanto quero no Vasco da Gama.

Onde o Vasco precisa melhorar?

– Precisamos evoluir em todos os aspectos, em cada dia de treinamento tem que melhorar ofensiva e defensivamente. O treinador aproveitou para alternar bastante a equipe, a maioria do elenco teve oportunidade de atuar. Independente da equipe que entrava, tinha um padrão. De perder e pressionar. É isso que a gente pretende fazer na final Taça Rio e na Série B.

Decisão da Taça Rio

– Sabemos que conquistamos a taça se não sofrermos gols. É entrar bem, entrar para vencer porque não vamos jogar em cima do resultado. O intuito é fazer um jogo consistente defensiva e ofensivamente. Criar alternativas com bola rolando e bolas paradas. E tentar conquistar esse título. É um adversário difícil e que vamos enfrentar na Série B.

Série B difícil

– Vai ser uma Série B diferente, com vários campeões da Série A. Nossa equipe vai ter que fazer uma boa largada, não oscilar na competição, e estar sempre entre os quatro para depois tentar conseguir conquistar o título. O Vasco entra para ganhar qualquer competição e na Série B não será diferente. Joguei uma Série B pelo Goiás em 2012 e fui campeão.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Vasco

Riquelme agradece apoio dos experientes, elogia Fernando Diniz e projeta duelo contra o Náutico

Publicados

em

Na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, o Vasco da Gama teve como destaque um jovem oriundo das categorias de base. Com passagem pela Seleção Brasileira, o lateral-esquerdo Riquelme, de 19 anos, teve uma atuação de gala e arrancou aplausos dos torcedores, que compareceram em bom número ao Estádio de São Januário. Ao término da partida, em entrevista ao Site Oficial, o camisa 45 valorizou o desempenho do time cruzmaltino e não poupou elogios para o técnico Fernando Diniz.

– Vejo que foi nossa melhor partida em casa, com o apoio da torcida. Estamos felizes com o resultado, não satisfeitos por nossa posição na tabela, mas sabemos que faltam jogos ainda e estamos bem focados nesse objetivo de colocar o Vasco de volta na Série A. Estamos fazendo tudo que o professor Diniz nos pede durante a semana e graças a Deus vem tudo dando certo – disse Riquelme, revelando em seguida o que sentiu ao ver os cruzmaltinos cantando seu nome na Colina Histórica, onde chegou em 2012.

  Marcelo Alves é destaque no jogo entre Vasco e Bahia e é homenageado

– O sentimento é inexplicável. Eu sou vascaíno desde pequeno e sempre vinha para acompanhar os jogos nas arquibancadas, então é uma honra e um sonho realizado poder estar desfrutando do que mais amo dentro de São Januário. Agradeço ao apoio dos mais experientes, do professor Fernando Diniz e da comissão técnica. Todos estão me passando muita confiança e isso tem sido importante para que eu possa desenvolver o meu futebol, colocar em prática tudo que consegui fazer na base – acrescentou o camisa 45.

Riquelme em ação contra o Coritiba- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Em sexto lugar no Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama venceu quatro dos últimos cinco jogos e reduziu em oito pontos a diferença para o G4 do Campeonato Brasileiro. Para seguir se aproximando do pelotão de cima e ficar ainda mais próximo do seu objetivo, o Cruzmaltino sabe que precisa seguir pontuando. O próximo desafio será diante do Náutico, no domingo (24/10), às 16 horas, nos Aflitos, em Pernambuco. O Timbu também atravessa um boa fase, tendo em vista que saiu de campo vitorioso nas três últimas partidas que disputou.

  Vasco encara Ponte Preta neste domingo pelo Brasileirão

– Meu objetivo é colocar o Vasco de volta na Série A e conquistar grandes coisas por aqui, junto com essa equipe, vestindo essa camisa. Sobre o próximo jogo, sabemos que o Náutico é um adversário muito difícil, mas vamos para Recife em busca dos três pontos, até porque só a vitória nos interessa. É um time qualificado, assim como o nosso, então tem tudo para ser uma grande partida – finalizou o jovem lateral-esquerdo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA