América - MG

Fora de casa, América empata com a Chapecoense

Publicados

em

(Foto: João Victor Zebral / América)

Nesta segunda-feira, o Coelhão somou mais um ponto no Campeonato Brasileiro. Em partida válida pela 16ª rodada da competição nacional, a equipe americana empatou com a Chapecoense-SC, em 1 a 1, na Arena Condá, em Chapecó (SC). O gol americano foi marcado por Rodolfo na segunda etapa do jogo.

O próximo compromisso do América será diante do Red Bull Bragantino-SP, na próxima segunda-feira, às 20h, na Arena Independência. A partida é válida pela 17ª rodada do Brasileirão.

O Jogo

O duelo válido pela 16ª rodada do Brasileirão começou concentrado no meio de campo, sem muitas chances claras de gols para as equipes. Aos 12 minutos, um susto para a torcida americana. O lateral-esquerdo Alan Ruschel parou Geuvânio com um carrinho por trás e foi expulso, mas após a revisão no VAR, o árbitro retirou o cartão vermelho e aplicou cartão amarelo. Ruschel teve o cartão vermelho retirado, mas ficou apenas mais seis minutos em campo. Ele sentiu dores no joelho e foi substituído por João Paulo.

Após os 20 minutos, o jogo ficou mais movimentado e as equipes criaram boas chances de gols. Pelo Coelho, o atacante Chrigor teve duas boas chances no primeiro tempo, mas não conseguiu converter. Nos minutos finais, Matheus Cavichioli realizou uma excelente defesa e evitou que o time adversário abrisse o placar.

  Internacional trabalha forte mirando duelo com Corinthians

O Coelho voltou do intervalo querendo abrir o marcador da Arena Condá, mas, assim como na etapa inicial, o jogo começou truncado. Aos 16 minutos, após consulta no VAR, o árbitro interpretou braço intencional do zagueiro Kadu na cabeça de Ramon e a Chapecoense passou a ter 10 jogadores em campo. Um minuto depois, Eduardo Bauermann marcou para o Coelhão mas o gol foi anulado por impedimento.

Nos próximos minutos o jogo ficou mais animado e os times fizeram boas finalizações. Destaque para a defesa dos goleiros de ambas as equipes. Na oportunidade de ataque para o América, Fabrício Daniel deu uma linda bicicleta na pequena área, e o goleiro da equipe de Santa Catarina defendeu à queima-roupa. Aos 41 minutos, a Chapecoense abriu o marcador em cabeçada indefensável do volante Anderson Leite. Mas demorou apenas 7 minutos para o Coelho empatar com o atacante Rodolfo, após um belo cruzamento de João Paulo. Aos 57 minutos, o árbitro decretou fim de jogo na Arena Condá.


FICHA DO JOGO

Chapecoense-SC 1×1 América

  Atacante Ribamar é apresentado no América

Motivo: Campeonato Brasileiro – Rodada 16

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)

Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS)

Auxiliares:  Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Gols: Anderson Leite (Chapecoense-SC) e Rodolfo (América)

Cartões amarelos: Alan Ruschel (América) e Kadu (Chapecoense-SC)

Cartão vermelho: Kadu (Chapecoense-SC)

Chapecoense-SC

Keiller; Kadu, Jordan, Busanello, Matheus Ribeiro; Geuvânio (Moisés Ribeiro), Anderson Leite, Denner (Felipe Baxola (Mike)), Alan Santos; Fernandinho (Bruno Silva) e Anselmo Ramon (Joílson).

Técnico: Pintado

América

Matheus Cavichioli; Patric, Ricardo Silva, Eduardo Bauermann e Alan Ruschel (João Paulo); Ramon, Alê (Geovane) e Felipe Azevedo (Juninho); Fabrício Daniel (Isaque), Ademir e Chrigor (Rodolfo).

Técnico: Vagner Mancini

fonte: https://www.americamineiro.com.br/2021/08/16/fora-de-casa-america-empata-com-a-chapecoense-e-soma-mais-um-ponto-no-brasileirao/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

América - MG

Valente, América busca a virada e derrota o Palmeiras no Independência

Publicados

em

Com gols de Patric e Ademir, Coelho vence e alcança sete jogos de invencibilidade na Série A (Foto: Mourão Panda / América)

O América mostrou sua força novamente neste Campeonato Brasileiro e conquistou mais uma vitória importantíssima. Na noite desta quarta-feira, o Coelho saiu atrás do placar no duelo contra o Palmeiras-SP, mas lutou até o fim e virou o jogo na Arena Independência. Com um golaço de Patric e um gol de pênalti de Ademir, o time brindou a Nação Americana na partida que marcou o retorno da torcida às arquibancadas após 1 ano e 7 meses.

Com o excelente triunfo, o Coelho aumenta para sete jogos sua sequência invicta no Campeonato Brasileiro. O time comandado por Vagner Mancini chega a 30 pontos, dormindo nesta quarta-feira na décima colocação da tabela. O resultado enche o elenco de confiança para uma sequência pesada no Sul do Brasil, com jogos contra o Juventude-RS, no sábado, e contra o Internacional-RS na próxima quarta-feira.

O JOGO

O primeiro tempo começou com o América tomando a iniciativa e pressionando dentro de casa. O Coelho conseguiu construir boas chances nos primeiros minutos e chegou com perigo aos 11, quando Ademir chutou forte de fora da área, e a bola explodindo no travessão do Palmeiras-SP. O Coelho seguiu melhor na primeira metade do primeiro tempo, mas acabou punido em um erro de saída de bola. Após a rebatida, o atacante palmeirense Rony ganhou a disputa com o zagueiro Ricardo Silva e chutou rasteiro sem chances para Matheus Cavichioli: 1 a 0 para o time visitante.

Em seguida, o time americano tentou se recompor e buscou o ataque novamente. Aos 31 minutos, Ademir arriscou novamente de fora da área; o chute saiu seco e rasteiro, mas foi para fora. O Palmeiras-SP conseguia segurar a vantagem na reta final do primeiro tempo. Aos 46, Fabrício Daniel ainda conseguiu uma oportunidade e chutou forte de fora da área, no ângulo, mas o goleiro palmeirense espalmou para fora e evitou o empate.

  Preparação do Colorado encerrada para enfrentar o Ceará

O América voltou para a segunda etapa com uma alteração: Ribamar foi acionado e entrou no lugar de Fabrício Daniel. O Coelho se lançou ao ataque em busca do empate e, embora cometendo alguns erros de passe, conseguiu encurralar o Palmeiras-SP. Aos 14 minutos, Patric dominou dentro da área após cruzamento e disparou a gol. A bola pegou no braço do defensor palmeirense, e o pênalti foi assinalado após revisão do VAR. O atacante Felipe Azevedo, que entrara no segundo tempo, foi para a batida, mas desperdiçou ao chutar no travessão.

O time americano sentiu por um momento a oportunidade desperdiçada, mas o técnico Vagner Mancini promoveu mais substituições, e o Coelho voltou a pressionar o adversário. Aos 28 minutos, veio a recompensa. Após escanteio curto, Patric recebeu o passe de volta no bico esquerdo da grande área, ajeitou e chutou com perfeição no ângulo oposto do goleiro Jailson: um golaço para empatar a partida!

A torcida americana ficou eufórica nas arquibancadas do Indepa e empurrou o América rumo a vitória. Os quinze minutos finais foram eletrizantes, com o América criando chances para virar e o Palmeiras-SP conseguindo alguns contra-golpes perigosos. Aos 37 minutos, em um contra-ataque rápido para o Coelho, Ademir lançou Rodolfo pela esquerda, ele avançou, penetrou a área, fez o corte e chutou forte; o goleiro palmeirense fez milagre e salvou seu time.

  Ceará derrota o Palmeiras e conquista a segunda vitória consetiva

Mas nos acréscimos, novamente o Palmeiras-SP cometeu um pênalti com mão na bola. Desta vez, o atacante Ademir assumiu a batida, deslocou o goleiro e guardou a bola no fundo das redes para virar o jogo aos 47 minutos do segundo tempo. Nos instantes finais, o time paulista se lançou desesperadamente ao ataque, mas a defesa do América foi valente e manteve a vitória.


FICHA DO JOGO

América 2×1 Palmeiras-SP

Motivo: Campeonato Brasileiro – Rodada 24
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF/RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (CBF/RS) e Jose Eduardo Calza (CBF/RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (CBF/RS)

Gols: Patric, aos 28min do 2º T, e Ademir, aos 47min do 2º T / Rony, aos 26min do 1º T (Palmeiras-SP)
Cartões amarelos: Eduardo Bauermann e Patric (América) / Gabriel Menino, Felipe Melo e Renan (Palmeiras-SP)

América
Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva (Anderson) e Marlon (Alan Ruschel); Lucas Kal (Rodolfo), Juninho, Alê e Mauro Zárate (Felipe Azevedo); Ademir e Fabrício Daniel (Ribamar).

Técnico: Vagner Mancini

Palmeiras-SP
Jailson; Luan, Kuscevic e Renan; Gabriel Menino, Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Gustavo Scarpa) e Jorge (Wesley); Rony (Deyverson) e Dudu (Gabriel Veron).

Técnico: Abel Ferreira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA