Fluminense

Fluminense empata com o Barcelona e se despede da Libertadores

Tricolor agora concentra suas atenções no Brasileiro e nas quartas da Copa do Brasil

Publicados

em

O Fluminense viu seu sonho de conquistar a América ser adiado. De volta à Libertadores depois de 8 anos, o Tricolor se despediu da competição continental após grande campanha, em que chegou até as quartas de final. A equipe fica pelo caminho em função do critério do gol fora de casa após o empate em 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil, no Equador, na noite desta quinta-feira (19/08). O Time de Guerreiros dominou as ações durante os 90 minutos, lutou até o fim e conseguiu deixar tudo igual no placar com um gol de Fred, que se tornou o segundo maior artilheiro brasileiro na história do torneio continental. Mas o resultado não foi suficiente para a equipe conseguir a classificação.

Apesar do adeus à competição, o Fluminense vive uma temporada de feitos importantes. Esta foi a primeira vez que o time chegou às quartas de final da Libertadores e da Copa do Brasil simultaneamente. Na campanha do torneio continental, o Tricolor terminou na primeira colocação do considerado “Grupo da Morte”, que tinha River Plate, da Argentina, além de Junior Barranquilla e Independiente Santa Fe, da Colômbia.

Um dos momentos mais marcantes do Time de Guerreiros foi a vitória por 3 a 1 sobre o River Plate em pleno Monumental de Núñez, em Buenos Aires, na Argentina, em partida decisiva para que o Fluminense conquistasse o primeiro lugar da chave. Nas oitavas de final, duas vitórias sobre o Cerro Porteño, no Paraguai e no Maracanã.

Agora, o Tricolor volta suas atenções para as outras duas competições em que o time segue envolvido. Na próxima segunda-feira (23/08), às 20h, a equipe enfrenta o Atlético-MG, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Januário. Na quinta-feira seguinte (26/08), às 19h, no Estádio Nilton Santos, o Tricolor volta a se encontrar com o time mineiro, desta vez pelo jogo de ida do confronto de quartas de final da Copa do Brasil.

  Em Brasília, Mengão goleia o Defensa por 4 a 1 e avança para as quartas da Libertadores

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Primeiro tempo

O Fluminense começou a partida valorizando a posse de bola e trocando passes no meio de campo. Após boa triangulação, a primeira boa oportunidade surgiu logo aos 5 minutos. Fred recebeu bom passe de André pela ponta direita da área, fez o giro para cima do zagueiro e chutou cruzado rasteiro, mas a bola passou rente à trave. Aos 9, o Flu chegou de novo. Ganso deu lindo passe para Yago, que escorou na entrada da área, mas ninguém chegou para finalizar. O Tricolor seguiu na pressão. Aos 12, Luiz Henrique desceu pelo lado direito, driblou o zagueiro e rolou para trás. Yago chegou chutando, mas foi travado pela defesa.

Dois minutos depois, mais um lance de perigo. A equipe trocou passes com muita qualidade até Ganso enfiar para Fred, que deixou passar para Luiz Henrique. O garoto arriscou a finalização de longe e a bola passou muito perto do travessão. Aos 38, Egídio cobrou escanteio pela direita e a bola sobrou para Ganso, que emendou uma linda bicicleta e por pouco não fez um golaço, evitado por uma linda defesa do goleiro. Na queda, o camisa 10 sofreu lesão no braço e precisou ser substituído. O Fluminense seguiu pressionando em busca do gol. Aos 43 minutos, Samuel Xavier tabelou com Yago na área e chutou firme, mas o goleiro espalmou.

Segundo tempo

O início da segunda etapa foi similar ao começo da partida, com o Fluminense dominando as ações e esbarrando na retranca do Barcelona. De tanto insistir, o time chegou com perigo aos 6 minutos, quando Egídio tabelou com Yago e cruzou na medida para Fred, que cabeceou por cima do gol. Aos 19, Fred foi lançado na área e disputou com a defesa, que conseguiu fazer o corte. Na cobrança de escanteio, Cazares cruzou fechado e assustou o goleiro. Na sequência, aos 23, Samuel Xavier levantou na área, Fred ajeitou de cabeça e Cazares chegou chutando, mas a defesa travou.

  Fluminense empata sem gols com São Paulo na estreia do Brasileirão

Apesar do domínio tricolor, o Barcelona chegou ao gol em lance isolado, com Mastriani. Aos 34, Nene recebeu de Cazares no canto esquerdo da área e bateu cruzado, mas bola foi desviada para escanteio. Aos 37, após bola levantada na área, Nino tentou finalizar, mas a zaga se antecipou. No lance seguinte, foi a vez de Luccas Claro levar perigo, de cabeça, mas o goleiro fez a defesa. Aos 48, a bola sobrou para Egídio, que soltou a bomba de longe, mas o goleiro espalmou. No minuto seguinte, Burrai voltou a trabalhar em finalização perigosa de Abel Hernández. Aos 51 minutos, o árbitro assinalou pênalti para o Tricolor. Fred cobrou e igualou o placar. Guerreiro, o Tricolor lutou até o fim, mas não conseguiu o resultado.

FICHA TÉCNICA

Libertadores – Quartas de final (jogo de volta)
19/08/2021, 21h30 – Estádio Monumental de Barcelona

Barcelona de Guayaquil-EQU (1)
Burrai; Castillo, León, William Riveros e Pineida; Molina (Carcelén), Piñatares, Preciado (Montaño) e Perlaza (Hoyos); Damián Díaz (Garcés) e Mastriani (Cortez). Técnico: Fabián Bustos

Fluminense (1)
Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; André, Martinelli (Martinelli), Yago Felipe (Kayky) e Ganso (Cazares); Luiz Henrique (Abel Hernández) e Fred. Técnico: Roger Machado

Gols: Mastriani (27′ 2T) (BAR); Fred (51′ 2T)

Cartões amarelos: Perlaza, Damián Díaz, Cortez (BAR); Martinelli, Nene, André (FLU)

Arbitragem: Esteban Ostojich (URU), auxiliado por Carlos Barreiro (URU) e Pablo Llarena (URU)

Fotos: Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/fluminense-empata-com-o-barcelona-e-se-despede-da-libertadores

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasileirão Série A

Fluminense vence no Maracanã e segue na cola do G-6 do Brasileirão

Tricolor volta a campo no próximo domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro

Publicados

em

O Fluminense segue firme e forte na briga por uma vaga na Libertadores. Na tarde deste domingo, em seu retorno ao Maracanã, o Tricolor derrotou o Red Bull Bragantino por 2 a 1 e deu mais um passo rumo ao à competição continental. Fred e Luiz Henrique marcaram os gols da equipe na partida, válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao abrir o placar, o ídolo tricolor fez história ao ultrapassar Romário e se tornar isoladamente o segundo maior artilheiro da história da competição, com 155 gols.

Com o resultado, a equipe chegou aos 32 pontos na tabela de classificação, se mantendo a apenas um do G-6. Além disso, o Time de Guerreiros chegou ao sétimo jogo de invencibilidade na competição. Na próxima rodada, o Fluminense vai até o litoral paulista, onde enfrenta o Santos, no domingo que vem (03/10), às 18h15, na Vila Belmiro.

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Primeiro tempo

O Fluminense iniciou a partida controlando as ações e dominando a posse de bola. A equipe chegou ao ataque algumas vezes nos primeiros minutos, mas as jogadas foram bem travadas pela defesa adversária. Aos 6 minutos, Luiz Henrique fez linda jogada individual pela direita, acionou Nonato, que cruzou na área. Na sobra, Calegari chutou firme, mas a zaga conseguiu cortar. Aos 12, a tabelinha se repetiu: o Moleque de Xerém desceu pela ponta e acionou Nonato na área. O volante rolou para Fred, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio e abrir o placar para o Tricolor. Aos 23, Fred rolou boa bola para Luiz Henrique dentro da área pelo lado esquerdo, o garoto dominou e chutou cruzado, mas a bola desviou da defesa e saiu em escanteio. Na cobrança, Danilo Barcelos achou Fred, que cabeceou por cima do travessão.

  Na Argentina, Tricolor elimina o Racing e avança na Conmebol Libertadores

A pressão tricolor seguiu intensa. Logo no lance seguinte, Fred fez o pivô e Yago lançou Luiz Henrique, que bateu prensado pelo defensor. Aos 28, Calegari foi à linha de fundo e rolou para Nonato, que desviou para o gol, mas o zagueiro tirou quase em cima da linha. Na sequência, Yago cortou para dentro na entrada da área e bateu firme, obrigando o goleiro a espalmar. Mas de tanto insistir o Fluminense ampliou aos 42. Calegari lançou Caio pela direita, ele avançou e rolou para Luiz Henrique dentro da área. O garoto dominou, fez o giro e soltou a bomba no ângulo. Um golaço no Maracanã!

Segundo tempo

A primeira finalização da segunda etapa foi aos 4 minutos, quando André arriscou de longe, mas a bola subiu demais. Apesar do domínio tricolor, o Red Bull Bragantino descontou aos 17 minutos, com Helinho. Aos 24, Danilo Barcelos cruzou com muito veneno na área, mas antes que a bola chegasse limpa para Luccas Claro finalizar a defesa conseguiu fazer o corte. Aos 30 minutos, André roubou a bola na intermediária, ajeitou e chutou, a bola desviou na zaga, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa.

  Gegê celebra 40 anos de Fluminense no Boteco Brahma Tricolor

O Tricolor chegou ao terceiro gol em uma linda jogada coletiva, com Gabriel Teixeira, mas o VAR anulou o lance alegando impedimento. O Fluminense seguiu em cima e voltou ao ataque aos 38. Jhon Arias conduziu pelo meio e arriscou o chute, mas o goleiro fez a defesa. Aos 42, Calegari rolou para trás, Gabriel Teixeira fez o corta-luz e Nonato bateu colocado, para mais uma defesa de Julio César. Aos 46, Gabriel foi à linha de fundo e tocou para Arias, que rolou para André bater por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro – 22ª rodada
26/09/2021, 16h – Maracanã

Fluminense (2)
Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; André, Nonato (David Braz) e Yago Felipe (Martinelli); Luiz Henrique (Gabriel Teixeira), Caio Paulista (Jhon Arias) e Fred (Bobadilla). Técnico: Marcão

Red Bull Bragantino (1)
Julio Cesar; Weverton, Léo Realpe, Natan e Luan Cândido (Guilherme); Emi Martínez (Praxedes), Cristiano, Vitinho; Gabriel Novaes (Hurtado), Helinho (Alerrandro) e Pedrinho. Técnico: Mauricio Barbieri

Gols: Fred (12′ 1T), Luiz Henrique (42′ 1T) (FLU); Helinho (17′ 2T) (RBB)

Cartões amarelos: Nonato, Martinelli (FLU); Léo Realpe, Gabriel Novaes (RBB)

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS), auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/fluminense-vence-no-maracana-e-segue-na-cola-do-g-6-do-brasileirao
Foto: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA