Copa do Brasil 2021

Fred pode virar o maior artilheiro da história da Copa do Brasil

Atacante está a um gol de se igualar a Romário e a dois de se isolar no topo do ranking

Publicados

em

Desde que voltou ao Fluminense, Fred tem se habituado a bater recordes e atingir marcas importantes. E nesta quarta-feira o ídolo tricolor tem a possibilidade de alcançar mais um feito pessoal. Se marcar na partida contra o Red Bull Bragantino, às 21h30, no Maracanã, o camisa 9 chegará a 36 gols e se igualará a Romário como o maior artilheiro da história da Copa do Brasil. Se balançar as redes duas vezes, vai se isolar na liderança da do ranking. Dos seis principais goleadores da competição, é o único em atividade.

De acordo com levantamento feito pelo SofaScore, Fred tem 48 jogos na Copa do Brasil, média de 0,73 gols por jogo e precisa de 104 minutos para balançar as redes na competição. Com a camisa do Fluminense, foram 27 jogos (14 vitórias, 7 empates e 6 derrotas, com um aproveitamento de 60.49%) e 17 gols.

As marcas do ídolo tricolor não param por aí. Além de romper a barreira dos 400 gols na carreira, desde que voltou ao Fluminense Fred se tornou o terceiro maior artilheiro brasileiro na Libertadores (22 gols) e o segundo maior artilheiro da história do Tricolor, agora com 186 gols – atrás apenas de Waldo (319).

  Uma classificação monumental do Fluminense na Libertadores

Na Libertadores, Fred ultrapassou Jairzinho e se igualou a Célio Taveira (ex-Vasco e Nacional-URU, clube pelo qual marcou todos os seus 22 gols no torneio). Único jogador entre os cinco primeiros ainda em atividade, o camisa 9 do Time de Guerreiros está agora a três gols de se igualar e a quatro de ultrapassar Palhinha, o vice-líder do ranking, com 25 gols. O brasileiro com mais gols na história da competição continental é Luizão, com 29.

Leia mais: Fluminense enfrenta o Cerro Porteño-PAR nas oitavas de final da Libertadores

Além disso, Fred é o maior artilheiro da história do Brasileirão por pontos corridos, com 152 gols. Ele é o quarto da lista geral, contabilizando todos os formatos de disputa, e assumirá a vice-liderança isolada se marcar três vezes no campeonato em 2021. Ele ultrapassaria Edmundo (153) e Romário (154) e ficaria atrás somente de Roberto Dinamite (190).

Maiores artilheiros da Copa do Brasil:

1– Romário (36 gols)
2– Fred (35 gols)
3– Viola (29 gols)
4– Oséas e Paulo Nunes (28 gols)
5– Dodô (26 gols)

  Yago do Fluminense celebra evolução, minimiza desgaste físico e projeta decisões

Foto: Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/fred-pode-virar-o-maior-artilheiro-da-historia-da-copa-do-brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Fluminense

Flu segue invicto no Brasileiro com o empate em Fortaleza

Com gol de Caio Paulista, Fluminense abriu o placar no Castelão

Publicados

em

Por

O Fluminense conquistou um ponto no Castelão contra o Fortaleza, neste domingo. Caio Paulista marcou para o Fluminense e Robson empatou. O Fluminense mantém uma invencibilidade de 14 jogos no Campeonato Brasileiro.

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

 

Primeiro tempo

Aos cinco minutos, o Fortaleza chegou com Pikachu, pela direita, mas o chute saiu ruim, fácil para Marcos Felipe. Na sequência, jogada pela esquerda, Egídio centrou mas a zaga cortou antes da chegada do Gabriel Teixeira. Aos 13, Martinelli sofre falta na lateral da área. Nene cobrou por cima do travessão. Aos 14, pressão na saída adversária, Fred recebeu um presente e finalizou com força, para a defesa do goleiro Felipe Alves. Aos 19, escanteio cobrado pelo Fortaleza na entrada da meia-lua, Éderson tentou chuhte colocado, mas a bola saiu a esquerda de Marcos Felipe. Aos 31, André sofreu falta na intermediária. Nene alçou a bola na área e a zaga do Fortaleza cortou. Aos 33, bom contra-ataque do Flu. Fred acionou Gabriel Teixeira que ligou rápido com Caio Paulista na direita. O atacante tentou o passe para o Nene que entrava livre, mas a zaga chegou no limite. Aos 37, Éderson achou David na esquerda, que finalizou cruzado, para fora. O atacante estava em posição irragular não assinalada pelo árbitro.

  Tricolor apresenta três ex-jogadores como convidados em Ceará x Fluminense

“A gente acabou que entrou no jogo deles, físico. Eles se mexexm muito. Mas temos que tentar ir pra cima, porque está aberto. Mas estamos errando o último passe. Espero que a gente possa acertar e fazer os gols”, disse o capitão Fred na saída do campo.

Segundo tempo

Aos sete minutos, David tentou um chute da linha da grande área, para fora. Aos 10, Nene cobrou escanteio, Nino raspou de cabeça na primeira trave e Caio Paulista completou para o gol. Fluminense 1 a 0. Aos 17, Fred rolou para Nene chutar de fora da área, resteira, no meio do gol. Felipe Alves defendeu. Aos 21, Pikachu cobrou escanteio pela direita e Benevenuto cabeceou por cima do gol. Aos 22, bola alçada na área e Marcos Felipe sai de soco, no rebote, chute do Luiz Henrique foi cortado por Luccas Claro. Aos 23, Yago Pikachu recebeu no lado direito e centrou para Robson completar para o gol. Tudo igual no Castelão, 1 a 1. A partir daí, o jogo ficou muito disputado no meio, com as ações neutralizadas dos dois lados.

  Uma classificação monumental do Fluminense na Libertadores

“Foi um gol muito importante. Vamos continuar trabalhando para pontuar fora de casa”, falou Caio Paulista.

FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro – 5ª rodada
Castelão, Fortaleza (CE)
20/06/2021 – 18h15

Fortaleza (1)
Felipe Alves; Tinga, Benevenuto e Titi; Luiz Henrique (Vargas), Éderson, Felipe e Yago Pikachu; Romarinho (Oswaldo), Robson e David (Wellington Paulista). Técnico: Juan Vojvoda.

Fluminense (1)
Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; André (Wellington), Martinelli e Nene (Luiz Henrique); Gabriel Teixeira (Cazares), Caio Paulista (Kayky) e Fred (Abel Hernández). Técnico: Roger Machado.

Gols: Caio Paulista (10′ – 2T) (FLU); Robson (23′ – 2T) (FOR)
Cartões amarelos: Tinga, Luiz Henrique, Romarinho (FOR)

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP/FIFA) auxiliado por Luiz Alberto Nogueira (SP/CBF) e Evandro de Melo Lima (SP/CBF).

 

FOTOS: Lucas Merçon/FFC

Fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/flu-segue-invicto-no-brasileiro-com-o-empate-em-fortaleza

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA