Internacional

Internacional é superado na altitude de La Paz

Publicados

em

O Clube do Povo estreou com tropeço na Libertadores 2021. Na altitude de La Paz, o Inter foi superado por 2 a 0 pelo Always Ready-BOL, em partida disputada no início da noite de terça-feira (20/04), válida pela primeira rodada do grupo B.

Pela Libertadores, o Colorado volta a campo na próxima terça-feira (27/04). Às 21h30, o Clube do Povo enfrenta o Deportivo Táchira-VEN, no Beira-Rio, pela segunda rodada do grupo. Os venezuelanos, atualmente, são vice-líderes da chave, após derrotarem o Olimpia, em casa, por 3 a 2. Antes disso, o Inter recebe, pelo Gauchão, o Esportivo, em partida ainda sem data definida.

Primeiro tempo exigente

Time da casa, habituado ao comportamento da bola na altitude e confortável com o ar rarefeito de La Paz, o Always Ready tratou de pressionar o Inter nos movimentos de abertura da partida. Postado com dois alas, uma dupla de meias-atacantes e outra de atletas de frente, o atual campeão boliviano explorou lançamentos e chutes de longa distância para testar Marcelo Lomba, que bloqueou as investidas rivais e evitou maiores problemas à retaguarda gaúcha.

  Gurizada do Internacional treina para encarar o confronto do Campeonato Gaúcho

Superada a casa dos 25 minutos de confronto, o Inter conseguiu diminuir o ímpeto boliviano e controlar maior percentual da posse de bola. Equiparado o volume de jogo, o Clube do Povo também acumulou chegadas perigosas, especialmente em jogadas pelos lados do campo. Nenhuma, contudo, suficiente para alterar o placar, que seguiu zerado até o intervalo.

O Inter retornou do vestiário com trocas, mas que pouco tiveram tempo para provar sua justificativa. Logo aos sete, Saucedo, explorando os efeitos da altitude, acertou forte chute no ângulo da meta colorada e abriu o placar. Em desvantagem, o Clube do Povo adotou postura bastante ofensiva, chegou próximo do empate, em bonito chute de Yuri no travessão, mas acabou sofrendo contra-ataque letal no último instante.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série A

Beira-Rio vira Wakanda, e Inter vence o América-MG por 3 a 1

Publicados

em

Beira-Rio? Na noite desta quarta-feira (13/10), o número 891 da Avenida Padre Cacique se converteu em um portal para Wakanda. No embalo de Patrick, o Inter superou o América-MG, em partida da 26ª rodada do Brasileirão, por 3 a 1, gols do Pantera, duas vezes, e de Yuri, mais novo artilheiro do Nacional.

Com o resultado, o Inter, que segue na sétima colocação, chega aos 39 pontos no Brasileiro, um a menos do que Corinthians e Palmeiras, respectivos sexto e quinto colocados. No próximo domingo (17/10), o Clube do Povo visita exatamente o Porco, a partir das 16h, pela 27ª rodada do Nacional.


Na falta de espaços, os detalhes definem

Vagner Mancini, técnico do América-MG, certamente estudou com afinco os méritos que levaram o Inter a golear a Chapecoense na rodada passada. Atento ao tradicional ímpeto colorado nos movimentos que iniciam cada partida disputada no Beira-Rio, o Coelho cozinhou o primeiro terço de partida, apostando na individualidade de Ademir para acumular faltas e escanteios no corredor direito de seu ataque. Diante da escassez de espaços, coube ao Clube do Povo agir com velocidade.

Com a mão, Lucas Kal, na intermediária esquerda do ataque colorado, interceptou passe de Dourado. Assinalada pelo árbitro, a falta foi rapidamente cobrada pelo camisa 13 do Clube do Povo, que percebeu Patrick com enorme espaço. Na entrada da área, o Pantera nem deixou a bola quicar e, de imediato, emendou lindo voleio, indefensável para Cavichioli. Golaço, mas que pouco imperou como único do placar.

Na saída de bola, o América-MG chegou com força pela esquerda e, tirando proveito de corte incompleto da zaga colorada, empatou com Ademir. O gol, segundo da noite, foi também o último do primeiro tempo, que seguiu marcado pela compactação defensiva visitante e os poucos arremates perigosos do Internacional. Desses, o mais destacado saiu dos pés de Yuri, mas foi seguramente encaixado pelo arqueiro.


Beira-Rio e linha de frente fazem a diferença

Com dores, Lindoso precisou ser sacado no retorno do intervalo. Em seu lugar, entrou Johnny, que armou a primeira grande trama do Inter na etapa final, finalizada por Yuri, mas defendida por Cavichioli. O lance acendeu de vez os mais de nove mil colorados e coloradas presentes nas arquibancadas do Beira-Rio, que empurraram o Inter para cima da equipe visitante. A pressão de time e torcida, como de costume no Gigante, pouco custou para fazer efeito, e foi coroada por gol do grande nome da noite.

Com dores e prestes a ser sacado, Mauricio recebeu com espaço pela meia-direita. O vazio a ele oferecido, talvez, fosse consequência de soberba da defesa do Coelho, que subestimou a capacidade do atleta em contribuir para o jogo. Decisivo como de costume, o camisa 27 levantou na medida para Patrick, o Pantera Negra do Beira-Rio, transformar de vez o Gigante em Wakanda. De casquinha, o super-herói antecipou a saída do goleiro da meta e mandou para as redes, que balançaram no mesmo ritmo da torcida vermelha.

  Preparação iniciada para enfrentar o Novo Hamburgo

Invicto há oito jogos e dono da terceira melhor campanha do returno, o América-MG se mandou para o ataque diante da desvantagem. Dois centroavantes e outra dupla de armadores entraram em campo, denotando a evidente sede mineira pelo empate. A postura, contudo, teve como consequência a oferta dos antes raros espaços para o ataque vermelho, devidamente explorados por Yuri e Caio aos 44. O 11 serviu o dono da 47, que finalizou para milagre do goleiro. Após explodir no poste, a bola se ofereceu para o artilheiro do Brasileirão, que marcou seu 11º no torneio, terceiro do Clube do Povo na noite, último da quarta-feira!


Primeiro tempo

 

13min – GOLAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAÇO! PINTUUUUUUUUUUUUUURA! OBRA DE ARTE! GÊNIO, GÊNIO, GÊNIO, GÊÊÊÊÊÊNIO! PATRICK, PATRICK, É DO PANTEEEEEEERA! Dourado, inteligentíssimo, cobra falta rápida na intermediária esquerda de ataque. O ganchinho do 13 encontra Patrick, que nem deixa a bola picar e emenda um voleio cinematográfico. Sem chances de defesa para Cavichioli, a bola estufa as redes americanas. Inter na frente após um começo truncado!

 

A narração da Rádio Colorada para o golaço de Patrick

15min – Após corte parcial da zaga colorada, Ademir fica com o rebote e finaliza de dentro da área. Daniel ainda resvala, mas não impede o empate visitante.

22min – DANIEEEEEEEEEEEL! Fabrício Daniel invade a área colorada a dribles e, cara a cara com o goleiro do Inter, arremata forte, mas abafado por excelente saída da meta.

23min – UH! Yuri recebe nas costas da marcação americana e, dentro da área, pela direita, finaliza cruzado. A bola sai mascada, e o goleiro encaixa.

40min – Mauricio cobra escanteio pela direita, Cavichioli corta na pequena área, e Cuesta, na altura da meia-lua, emenda de primeira. Forte, ela sai por cima.

45min – Mais três. Vamos a 48!

48min – Intervalo no Beira-Rio.


Segundo tempo

0min – Inter volta com novidade. Lindoso deixa o campo, Johnny entra.

8min – GRANDE JOGADA! Johnny avança pela direita e aciona Mauricio, que consegue excelente devolução para o camisa 30. Dele para Yuri, que arremata apertado pela marcação. Cavichioli encaixa.

11min – UUUUUUUUUUUUUUUUUUUH! Moisés faz grande jogada pelo corredor esquerdo e, rente à linha de fundo, cruza para trás. Yuri, na marca do pênalti, aparece livre e desvia com estilo, mas com muita força. Quase, quase!

  Palmeiras bate São Paulo no Allianz Parque e avança à semifinal da Libertadores

12min – Amarelo para Felipe Azevedo! Caçou Maurico.

13min – POR DETAAAAAAAAAAAAAAAAALHE! Moisés cobra falta fechada da intermediária direita de ataque. Aberta, a bola passa na frente de todo mundo e sai ao lado do poste americano.

 

17min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! O JOGO É DEEEEEEELE! O JOGO TEM NOME, E SE CHAMA PATRIIIIIIIIICK! PANTERA, PANTERA, PANTEEEEEEEEERA! O SUPER-HERÓI DO POVO COLORADO! O ARTILHEIRO DA NOITE! Mauricio, com dores e aguardando para ser substituído, recebe pela direita do ataque e oferece sua última contribuição da quarta-feira: na segunda trave, levanta com açúcar para Patrick, que desvia antes da saída de Cavichiolo e manda para as redes. Inter na frente!

 

Comemore o segundo do Inter na voz da Colorada!

18min – Mauricio deixa o campo. Vem Caio Vidal!

19min – Duas trocas no América-MG: Ribamar e Rodolfo vêm, Fabrício Daniel e Felipe Azevedo vão.

23min – MOISÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉS! América-MG sobe pela esquerda com Ribamar, que cruza rasteiro. Antes de Ademir, Moisés trava e manda pela linha de fundo.

24min – Entrou afim de confusão… Ribamar amarelado por desentendimento com Mercado.

26min – Paulo Victor substitui Patrick. Saiu na maca o Pantera.

31min – Taison faz bonita jogada pelo centro e finaliza da entrada da área. Levou perigo.

31min – Nazário e Diego Ferreira são as novidades de Mancini. Substituem Valoura e Patric.

39min – Toscano entra, Kal sai, e o América-MG fecha as cinco trocas.

40min – MERCAAAAAAAAAAAAAAADO! América-MG chega forte pela esquerda, Ademir consegue o arremate praticamente na pequena área, mas o zagueiro argentino se atira em frente a bola e salva o Inter.

 

44min – FALTAVA O DEEEEEEEEEEELE! FALTAVA O DELEEEEEEEEEEEEEEEE! É GOL, É GOL, É GOL, É GOOOOOOOOOOOOOOOL! YURIIIIIIIIII! Camisa 11 dá linda bola para Caio Vidal, que recebe livre, leve e solto na meia-lua, invade a área e desloca Cavichioli. O goleiro consegue um milagre, ela explode no travessão, mas o rebote é de Yuri Alberto, que ganha da zaga por cima e amplia. O Inter vence mais uma no Beira-Rio!

 

Gol de artilheiro, narração de colorado!

45min – Vamos a 50! Mais cinco!

46min – Taison e Moisés deixam o campo. Entram Cadorini e Zé Gabriel.

49min – Paulo Victor recebe o amarelo.

50min – FIM DE JOGO! VENCE O CLUBE DO POVO DO RIO GRANDE DO SUL!


Ficha técnica:

Internacional (3): Daniel; Saravia, Mercado, Victor Cuesta e Moisés (Zé Gabriel); Rodrigo Lindoso (Johnny), Rodrigo Dourado, Mauricio (Caio Vidal) e Patrick (Paulo Victor); Taison (Matheus Cadorini) e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

América-MG (1): Matheus Cavichioli; Patric (Diego Ferreira), Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon Lopes; Lucas Kal (Marcelo Toscano), Juninho, Ademir, Juninho Valoura (Bruno Nazário) e Felipe Azevedo (Rodolfo); Fabrício Daniel (Ribamar). Técnico: Vagner Mancini.

Gols: Patrick 13’/1ºT e 17’/2ºT, e Yuri Alberto, aos 44’/2ºT (I). Ademir, os 14’/1ºT (A).

Cartões amarelos: Paulo Victor (I). Felipe Azevedo (A).

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Jean Marcio dos Santos e Lorival das Flores. Quarto árbitro: Vinicius Gomes do Amaral. VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro.

Estádio: Beira-Rio.

Público: 9.711. Pagantes: 8.272. Menores: 124. Não pagantes: 1.315.

Renda: R$ 426.240,00

Imagens

Fotos: Ricardo Duarte

fonte: https://internacional.com.br/noticias/cronica-internacional-x-america-mg-26a-rodada-brasileirao-2021

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA