Athletico-PR

Sofrido, suado e histórico! É o Furacão de novo nas quartas!

Publicados

em

https://www.athletico.com.br/resumo_do_jogo/sofrido-suado-e-historico-e-o-furacao-de-novo-nas-quartas/
Com o coração explodindo no peito do torcedor! Assim foi a classificação rubro-negra para as quartas de final da CONMEBOL Libertadores. No Paraguai, o Furacão saiu atrás e foi buscar no último minuto o gol de empate. Da vitória no confronto com o Libertad!E o gol veio com a estrela de um piá do Caju! Rômulo entrou em campo aos 30′ do segundo tempo, no lugar de Vitor Roque. E aos 45′, finalizou duas vezes na mesma jogada para colocar na rede a bola que deixou o Athletico entre os oito melhores do continente.

O campeão paraguaio ficou pelo caminho!

É o Rubro-Negro repetindo o feito de 2005 e voltando às quartas de final após 17 anos! Agora, é esperar pelo adversário, que sairá do confronto entre Estudiantes, da Argentina, e Fortaleza, que estão empatados e fazem o jogo de volta nesta quinta-feira (7).

A busca pela glória eterna continua!

O Jogo

Uma finalização de Caballero, dando trabalho a Bento ainda no primeiro minuto de jogo, foi uma mostra do que seria a partida no Defensores del Chaco. O bom e experiente time do Libertad não daria um instante para o Athletico respirar.

O Rubro-Negro teve bons contra-ataques no início. Em passe de Vitor Roque, Erick bateu cruzado e Martín Silva defendeu. Cuello finalizou da entrada da área e mandou por cima do gol. E Vitor Roque foi puxado dentro da área, em um lance não marcado pela arbitragem.

  Furacão chega a Argentina para o desafio contra o Estudiantes

A equipe paraguaia, porém, era quem tinha a bola quase o tempo todo a seus pés. E tocando pelo centro do campo, criava grandes dificuldades à marcação athleticana. Aos 31′, Bento evitou o gol adversário, com uma grande defesa em chute de Roque Santa Cruz.

A maioria dos ataques do Libertad não terminavam em chances reais. Mas bola rondando sempre a área era um perigo constante para o Furacão. E no último lance da primeira etapa, aos 48′, saiu o gol do time da casa, em uma bela jogada de Roque Santa Cruz.

No segundo tempo, o Athletico conseguiu reduzir os espaços para a criação do Libertad. Mas também não conseguiu chegar muitas vezes de forma contundente ao ataque.

O Libertad parou novamente em Bento, que salvou em uma cabeçada de Roque Santa Cruz. E o Furacão teve sua melhor chance em uma arrancada de Vitor Roque, que terminou com uma bomba da entrada da área e uma grande defesa de Martín Silva.

Isso até os 45′. Foi então que o Rubro-Negro teve uma falta pela direita em seu campo de ataque. E dois piás do Caju que saíram do banco definiram a classificação. Khellven cruzou. Rômulo cabeceou. Martín Silva defendeu. Mas no rebote, Rômulo estava lá para mandar para a rede e fazer um pouco de história!

  Confira classificados e os confrontos definidos na Libertadores 2022

Ficha técnica: Libertad 1×1 Athletico Paranaense
CONMEBOL Libertadores 2022: Oitavas de final – Jogo de volta
Data: 05/07/2022
Horário: 21h30
Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Assistentes: Richard Trinidad (Uruguai) e Andrés Nievas (Uruguai)
Quatro árbitro: Guillermo Guerrero (Equador)
Árbitro de vídeo: Carlos Orbe (Equador)

Libertad: Martín Silva; Piris, Viera, Barboza e Samudio; Cabellero, Díaz (Campuzano, aos 32′ do 2º tempo), Gómez (Mendieta, no intervalo) e Merlini (Bareiro, aos 32′ do 2º tempo); Melgarejo e Santa Cruz (Cardozo, aos 41′ do 2º tempo)
Técnico: Daniel Garnero
Gol: Santa Cruz, aos 48′ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Piris e Barboza

Athletico Paranaense: Bento; Orejuela (Khellven, aos 16′ do 2º tempo), Pedro Henrique, Nico Hernández e Abner; Erick, Hugo Moura (Matheus Fernandes, no intervalo) e David Terans (Vitor Bueno, aos 16′ do 2º tempo); Canobbio (Marcelo Cirino, aos 30′ do 2º tempo), Vitor Roque (Rômulo, aos 30′ do 2º tempo) e Tomás Cuello
Técnico: Luiz Felipe Scolari
Gol: Rômulo, aos 44′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Abner, Vitor Roque, Pedro Henrique e Matheus Fernandes

Foto: José Tramontin/athletico.com.br
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Athletico-PR

Furacão faz gol aos 50 minutos do segundo tempo e está nas semifinais da Libertadores

Publicados

em

O Athletico está de volta para a semifinal da Libertadores após 17 anos. Mesmo com toda a pressão sofrida, o Rubro-Negro derrotou o Estudiantes por 1 a 0 e segue em busca do título inédito. O gol da vitória saiu com o jovem Vitor Roque, que saiu do banco de reservas e marcou nos acréscimos do segundo tempo.

O Furacão adotou uma postura mais conservadora, sofreu com a pressão do Estudiantes, mas contou novamente com a estrela de Vitor Roque. O atacante de 17 anos ganhou a dividida com o goleiro Andújar e se tornou o herói.

Em busca da vaga na final, o Furacão tem confronto brasileiro com o Palmeiras, que eliminou o Atlético-MG nas quartas. A ida acontece no dia 30 de agosto, na Arena da Baixada, em Curitiba, e a volta ocorre em 06 de setembro, no Allianz Parque, em São Paulo.

O primeiro tempo foi bastante truncado, mas com as melhores chances para o Estudiantes. Aos seis minutos, Godoy foi acionado em profundidade e cruzou para Castro, que chutou mascado à esquerda do gol. O Athletico só apareceu com perigo aos 16, quando Khellven cobrou falta na área, ninguém desviou a bola e Andújar espalmou de soco.

Na reta final, os argentinos levaram perigo para a defesa rubro-negra em duas oportunidades. Aos 32, Leandro Díaz fez embaixadinha e levantou na segunda trave. Após bate e rebate, Rogel chutou de primeira e a bola passou muito perto. E aos 43, Zuqui cobrou falta, Morel desviou por baixo e Bento espalmou para frente.

  Confira classificados e os confrontos definidos na Libertadores 2022

O Furacão voltou para o segundo tempo sem mudanças, mas com uma postura diferente. Tomás Cuello, aos seis minutos, pegou a sobra da cobrança de escanteio e chutou perto do gol. Pouco tempo depois, o técnico Felipão mexeu duas vezes no ataque: Vitor Roque e Rômulo entraram nos lugares de Canobbio e Pablo.

As mudanças não impediram o Estudiantes de iniciar uma pressão em cima de defesa rubro-negra. O gol do time argentino até chegou sair aos 17 minutos, com o zagueiro Lollo, que pegou a sobra dentro da área e marcou. Entretanto, o árbitro anulou por impedimento de Morel, que estava na frente de Bento.

Depois do gol anulado, o jogo ficou ainda mais nervoso, mas com o Estudiantes mais próximo da área do Athletico. Os argentinos tiveram mais duas chances de marcar já nos minutos finais. Aos 44, Morel chutou rasteiro e Bento fez difícil defesa. No lance seguinte, Méndez recebeu passe nas costas da defesa, invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou raspando na trave.

  Athletico trabalha aspectos técnicos e táticos para o desafio na Argentina

Quando muita gente já imaginava que a partida iria para os pênaltis, o Furacão foi para o ataque e marcou o gol da classificação. Aos 50 minutos, Vitinho recebeu na ponta esquerda e cruzou para o meio da área. Vitor Roque dividiu com o goleiro Andújar e mandou para o fundo da rede. O jogo ficou parado por mais de cinco minutos, mas o VAR confirmou.

FICHA TÉCNICA – ESTUDIANTES 0X1 ATHLETICO

Data, horário e local: quinta-feira (11.08), às 21h30, no estádio Jorge Luis Hirschi, em La Plata.

Estudiantes: Andújar; Godoy (Boselli), Rogel, Morel, Lollo e Mas; Castro, Rodríguez (Paz) e Zuqui; Piatti (Rollheiser) e Díaz (Méndez).

Técnico: Ricardo Zielinski.

 

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Hugo Moura, Fernandinho (Erick) e Alex Santana (David Terans); Canobbio (Vitor Roque), Pablo (Rômulo) e Tomás Cuello (Vitinho).

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gol: Vitor Roque (CAP), aos 50′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Pedro Henrique, Pablo, Canobbio e Alex Santana (CAP); Díaz, Andújar, Zuqui e Godoy (EST).

Arbitragem: Andrés Matonte (URU), auxiliado por Nicolas Tarán (URU) e Martin Soppi (URU).

O VAR: Andrés Cunha (URU), com assistência de Gustavo Tejera (URU).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA