Libertadores

Com facilidade Palmeiras derrota Tigre de 5 a 0 nas oitavas da Libertadores

Publicados

em

Classificado para as oitavas desde a rodada anterior, o Palmeiras recebeu a equipe do Tigre-ARG pela sexta e última rodada da fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2020, no Allianz Parque (SP), na noite desta quarta-feira (21). Com o triunfo, gols de Raphael Veiga, no primeiro tempo, e de Gustavo Gómez, Zé Rafael, Gabriel Veron e Rony, no segundo, o Verdão venceu pelo placar de 5 a 0 e garantiu a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, com 16 pontos (seis jogos, cinco vitórias, um empate, 17 gols marcados e dois sofridos).

O Alviverde, aliás, conquista o feito pelo terceiro ano seguido. É o único clube do continente a registrar a melhor campanha nesta etapa do Continental por três temporadas subsequentes neste século. Em 2019, foram 15 pontos conquistados (cinco triunfos e uma derrota), com 13 gols marcados e só um sofrido. Já em 2018, foi ainda melhor, com 16 pontos (cinco vitórias e um empate), 14 gols marcados e três sofridos – naquele ano, o Verdão alcançou uma façanha inédita entre brasileiros ao vencer em seis países diferentes em uma mesma edição: Colômbia (Junior Barranquilla), Argentina (Boca Juniors), Peru (Alianza Lima), Paraguai (Cerro Porteño), Chile (Colo Colo) e no próprio Brasil (Alianza Lima, Junior Barranquilla e Colo-Colo).

De quebra, o Maior Campeão do Brasil alcançou seu 4000º gol na história da casa alviverde quando Zé Rafael anotou o terceiro tento da noite. Dono do terreno do Parque Antarctica desde 1920, o Palmeiras começou a atuar no local em 1917 e tem agora 4002 gols em 1738 jogos (média de 2,30 por partida) – são 1174 vitórias, 350 empates e 214 derrotas, além de 1615 gols sofridos.

O primeiro gol foi de Heitor, na goleada do Palestra Italia por 5 a 1 sobre o Internacional-SP, em 21/04/1917, dia em que a equipe pisou pela primeira vez no campo da Zona Oeste da capital. Maior artilheiro da história alviverde com 315 gols, Heitor foi às redes mais três vezes naquela estreia, enquanto Caetano foi o outro a marcar. Já o milésimo tento foi anotado por Feitiço, em 25/05/1938, na goleada por 4 a 1 sobre o Corinthians. Ademir da Guia fez o gol 2000, dia 28/01/1973, na vitória por 2 a 0 diante o Independiente-ARG. E Jackson anotou o gol 3000, em 06/02/1999, no triunfo por 2 a 1 frente a equipe do o Fluminense-RJ.

E não é só isso. O Maior Campeão do Brasil viveu noite histórica nesta quarta-feira, repetindo a maior goleada da história do Allianz Parque (arena inaugurada em 2014), igualando os 5 a 0 aplicados sobre o time do Bolívar-BOL há 20 dias (gols de Wesley, Viña, Raphael Veiga e Rony) e os 5 a 0 impostos sobre o Grêmio Novorizontino pelo Campeonato Paulista de 2018 (gols de Bruno Henrique, Keno, Willian, Dudu e Papagaio).

Este também é o terceiro placar mais elástico do Verdão em um jogo de Libertadores na história, ao lado dos 5 a 0 sobre o Bolívar-BOL recentemente. Os únicos resultados que superam o obtido nesta noite são os 6 a 1 sobre o Boca Juniors-ARG, em 1994 (é a maior derrota do Boca sofrida fora da Argentina), e os 7 a 0 sobre o El Nacional-EQU, em 1995, com Valdir Espinoza no banco, sendo esta a maior goleada da história do Alviverde na competição sul-americana.

O resultado favorável, inclusive, fez com que o Palmeiras mantivesse outro bom retrospecto em 2020. É o segundo time com menos derrotas como mandante entre todos os clubes em 2020: assim como Atlético-GO, Athletico-PR, Flamengo, Fortaleza e São Paulo, o Palmeiras tem apenas duas derrotas como mandante em 2020 e, neste quesito, aparece atrás só do Atlético-MG, com uma.

  Gustavo Gómez supera "dias difíceis" e se firma como líder do Palmeiras

Somando as partidas realizadas na Arena da Fonte Luminosa (Palmeiras 0x0 São Paulo, pelo Paulista), no Pacaembu (Palmeiras 4×0 Oeste, pelo Paulista) e no Morumbi (Palmeiras 2×1 Santos, pelo Brasileiro), além das que foram disputadas no Allianz Parque, são 20 jogos, 11 vitórias, sete empates e duas derrotas, com 38 gols marcados e 17 sofridos.

E só no Allianz Parque, são 17 jogos, nove vitórias, seis empates e duas derrotas, com 32 gols marcados e 16 sofridos. Venceu Mirassol (3×1 – inauguração do gramado sintético), Guarani (1×0), Água Santa (2×1), Santo André (2×0) e Ponte Preta (1×0), pelo Paulista, Guaraní-PAR (3×1), Bolívar-BOL (5×0) e Tigre-ARG (4×0), pela Libertadores, e Ceará (2×1), pelo Brasileiro; empatou com Ferroviária (1×1) e Corinthians (1×1), pelo Paulista, e Goiás (1×1), Internacional (1×1), Sport (2×2) e Flamengo (1×1), pelo Brasileiro; e os únicos reveses aconteceram diante do São Paulo (0x2) e do Coritiba (1×3), ambos pelo Brasileiro.

O fator de ser um time que pouco perde não se limita a ostentar essa marca apenas em seus domínios. O Palmeiras é destaque também no retrospecto geral, sendo também a segunda equipe do futebol brasileiro, dentre as que disputam a Série A, com menos derrotas entre todos os clubes em 2020 (por qualquer competição, exceto amistosos), com apenas seis reveses nos 38 jogos disputados na temporada, atrás apenas do Flamengo, com cinco (em 42 duelos).

O fato de não ter sofrido gol rendeu ao time palmeirense boa sequência no setor defensivo. Com 29 gols sofridos em 38 partidas (sem contar torneios amistosos), o Verdão é sofre, em média, 0,76  gol por jogo e, com isso, ocupa a terceira posição entre os clubes com menor índice de gols sofridos no ano – antes aparecem o Internacional, com 0,70 (28 gols em 40 jogos), e o Fortaleza, com 0,71 (27 gols em 38 jogos). Considerando as partidas da Florida Cup, na pré-temporada, foram 30 gols sofridos em 40 jogos no total, média de 0,74 por partida, que coloca 2020 em 11º lugar no ranking dos anos com menor média de gols sofridos na história do Palmeiras, logo atrás de 1987, 10º com 0,75 – a primeira posição é do ano de 1972, com 0,54.

GABRIEL VERON SE TORNA RECORDISTA: MAIS JOVEM A FAZER GOL PELA LIBERTADORES

Com 18 anos, um mês e 19 dias, Gabriel Veron agora está marcado na história do clube como o jogador mais jovem a marcar pela Libertadores  com a camisa do Palmeiras em todos os tempos, desbancando o antigo recordista Gabriel Jesus, que tinha 18 anos, 10 meses e 13 dias quando marcou pela primeira vez pelo Alviverde no Continental. Gabriel Menino também é um dos mais jovens a balançar as redes pelo clube em jogos de Libertadores na história: marcou aos 19 anos, 11 meses e 16 dias, recentemente, diante do Bolívar-BOL, em La Paz, nesta mesma edição do torneio, e com isso, ocupa a terceira posição, logo atrás dos xarás Jesus e Veron.

  Com Mayke e Rony, Palmeiras faz treino visando o América - MG

E tem mais! Quando tinha 17 anos, três meses e dois dias, em 05/12/2019, o atual camisa 27 se tornou o segundo jogador mais jovem a fazer gol pelo Palmeiras em todos os tempos: foi na goleada por 5 a 1 sobre o Goiás, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado (sua segunda partida pelo time profissional do Verdão – a primeira havia sido diante do Fluminense, uma rodada antes). O atacante balançou as redes duas vezes contra os goianos e desbancou Mazzola, que marcou (também duas vezes) com 17 anos, seis meses e cinco dias em um amistoso em 29/01/1956 vencido contra o Catanduva – o recorde segue sendo de Juliano, que em 19/08/1998 balançou as redes do Nacional-URU, pela Copa Mercosul, com 16 anos, 11 meses e 23 dias.

PALMEIRAS AMPLIA VANTAGEM INVICTA EM FASE DE GRUPOS DA LIBERTADORES

Considerando apenas a fase de grupos da competição continental, o Palmeiras não perde desde 2019. Desde então são oito jogos (sete vitórias e um empate). Já considerando o cenário mandante, o momento invicto é ainda maior! São 12 jogos sem perder desde 2016, quando foi superado pelo Nacional-URU: depois, venceu na mesma edição o River Plate-URU por 4 a 0 e emplacou uma sequência de 11 vitórias e um empate ao todo.

PALMEIRAS É O BRASILEIRO COM MAIS GOLS EM LIBERTADORES E AGORA O SÉTIMO NO GERAL

O Palmeiras é o clube brasileiro com mais gols na história da Libertadores: com a goleada desta noite, agora são 347 bolas na rede, números que colocam a equipe palestrina na 7ª colocação do ranking geral.

VERDÃO SE ISOLA MAIS AINDA COMO O BRASILEIRO COM MAIS GOLS COMO MANDANTE NA LIBERTADORES

Com os cinco gols marcados nesta noite, o Palmeiras se isolou mais ainda em outro ranking que já liderava: é o clube brasileiro com mais bolas na rede na condição de mandante na história da Libertadores, chegando a 207, contra 201 do Cruzeiro.

CLUBE FICA A UMA VITÓRIA DE SER O BRASILEIRO COM MAIS TRIUNFOS NA LIBERTADORES

Com 103 triunfos ao longo de suas participações na Libertadores, o Palmeiras é o segundo time brasileiro que mais venceu na competição, à frente do Cruzeiro, terceiro colocado com 95, e atrás apenas do Grêmio, com 104 – o Grêmio joga nesta quinta, contra o América de Cali. Em casa, o Palmeiras figura na terceira colocação dentre os times nacionais com mais vitórias: são 65 triunfos, atrás somente do São Paulo (segundo colocado, com 68) e do Grêmio (líder, com 69).

MAIS DE 70 % DOS GOLS DO ANO MARCADOS NO SEGUNDO TEMPO

Quatro dos cinco gols do Palmeiras nessa noite foram marcados no segundo tempo, o que reforça algo que vem sendo recorrente nesta temporada: o Palmeiras balança as redes dos adversários muito mais vezes no segundo tempo do que na primeira metade das partidas. Dos 59 gols do Verdão na temporada, 43 foram marcados na etapa final (72,88%), enquanto apenas 16 (ou seja, 27,12%) foram marcados nos primeiros 45 minutos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série A

Santos vence clássico contra o Corinthians e segue firme em busca da vaga na Libertadores

Publicados

em

Na noite de quarta-feira (17), o Santos venceu o Corinthians por 1 a 0 na Vila Belmiro, com o gol do inspirado Menino da Vila, Marcos Leonardo, e manteve a 8ª posição na tabela. Com a realização da partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, agora o Peixe está com os seus 36 jogos disputados, faltando apenas duas rodadas para acabar a competição.O triunfo no clássico manteve uma boa sequência de vitórias do Peixe diante do Corinthians na Vila Belmiro. Nas últimas sete partidas em Urbano Caldeira, o Alvinegro venceu todas.

Confira a sequência:
20/06/2015 – Santos 1 x 0 Corinthians – Campeonato Brasileiro
19/08/2015 – Santos 2 x 0 Corinthians – Copa do Brasil
06/03/2016 – Santos 2 x 0 Corinthians – Campeonato Paulista
11/09/2016 – Santos 2 x 1 Corinthians – Campeonato Brasileiro
10/09/2017 – Santos 2 x 0 Corinthians – Campeonato Brasileiro
12/06/2019 – Santos 1 x 0 Corinthians – Campeonato Brasileiro
17/02/2021 – Santos 1 x 0 Corinthians – Campeonato Brasileiro

O gol de Marcos Leonardo fez o Santos atingir a marca de mil gols na Vila Belmiro em jogos pelo Campeonato Brasileiro. Entre esses mil gols marcados, Kléber Pereira é o maior artilheiro, com 33 tentos. Desde 1959, foram realizados 524 jogos em Urbano Caldeira pelo certame nacional. O Peixe venceu 315, empatou 126 e foi derrotado outras 83 vezes. Os dados de mais essa nova marca do Alvinegro, foram levantados e confirmados em conjunto pelo Centro de Memória do Santos FC e pela Assophis (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos FC).
Além disso, o time santista é a equipe com mais gols na história do Campeonato Brasileiro, com 2.251 tentos assinalados.

  Como previsto, São Paulo não venceu o River Plate e foi eliminado da Libertadores

O jogo

Logo a 2 minutos, João Paulo fez sua primeira boa defesa em chute da entrada da área.

A partida foi paralisada aos 11 minutos por uma pequena queda de energia, e foi restabelecida rapidamente. Aos 27 minutos, o jogo foi reiniciado.

Sandry cruzou na área, aos 38 minutos, e Luiz Felipe subiu de cabeça para obrigar Cássio a fazer a defesa.

Aos 58 minutos, Sandry cruzou a bola em direção a Marinho, mas o arqueiro corintiano se esticou para afastar a bola.

A primeira etapa terminou sem muitas chances claras de gols para as duas equipes. Como o tempo não foi paralisado devido a queda de energia, o primeiro tempo foi até os 64 minutos, já com três minutos acrescidos pelo árbitro.

No primeiro minuto de etapa final, Marcos Leonardo faz jogada pela esquerda, cruza na área e a zaga corintiana afasta mal. Na sobra, Lucas Braga finaliza e a bola bate no defensor adversário e vai para escanteio. Na sequência, Alison acerta chute de fora da área e Cássio defende.

O técnico Cuca realizou uma importante alteração na equipe, e promoveu a entrada de Soteldo. Aos 6 minutos, o camisa 10 puxou contra-ataque e saiu de frente com o goleiro Cássio, que realizou a defesa. Ele mesmo pegou o rebote, e tentou mais uma vez a finalização, mas a zaga afastou.

  Há nove anos, Corinthians conquistava empate heroico em estreia na Libertadores-2012

Três minutos depois, Soteldo chuta de fora da área, e Cássio espalma no pé de Marinho. O camisa 11 aproveita e bate forte para o meio da área, e Marcos Leonardo, sem marcação, empurra para o fundo das redes, para abrir o placar na Vila Belmiro. O Menino da Vila marca pelo terceiro jogo consecutivo, e faz o seu 5º como profissional.

Aos 25 minutos, Lucas Braga realiza boa jogada, invade a área e chuta com muito perigo, e a bola passa próxima a trave.

Já aos 48 minutos, Bruno Marques quase amplia com cabeçada perigosa.

O Peixe cadenciou a partida nos minutos finais, e pôde comemorar mais uma vitória no Clássico Alvinegro.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA