Vasco

Ricardo Graça concede entrevista coletiva no CT Moacyr Barbosa

Publicados

em

Na tarde desta quinta-feira (30/09), o zagueiro Ricardo Graça concedeu uma entrevista coletiva no CT Moacyr Barbosa. Nesta temporada o camisa 36 vem se destacando pelo Cruzmaltino e foi fundamental na vitória por 2 a 0 sob o Goiás na última segunda-feira (27). Ricardo avaliou a melhora defensiva da equipe nas últimas partidas. Para o zagueiro, o lance mais bonito contra o Goiás foi a recomposição defensiva após um escanteio rebatido pelo time adversário.

– A nossa recomposição é assim mesmo. A nossa regra é passar da bola e dar a vida. Esse lance aí foi o mais bonito do jogo para mim. Não foi a gente saindo com posse de bola. Eu até brinquei, mandei no nosso grupo. Aquilo ali é primordial, não só para mim, para todos. Para o professor. Quando a gente perde a bola, todo mundo passa da linha da bola e dá o seu melhor. Eu, Castan, Marquinhos Gabriel, Morato… a gente abaixa a cabeça e sai correndo. Nem vê onde a bola vai. Eu dou um pique e nem vejo. Quando vi, a bola já estava com o Marquinhos. A nossa recomposição foi muito boa. Mas eu não posso falar só da defesa. Tem o pessoal da frente. É um grupo, é o coletivo. A nossa recomposição, a nossa vontade de marcar é o diferencial para dar certo – contou o zagueiro.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Desde a chegada do técnico Fernando Diniz pode-se notar uma melhora ofensiva e principalmente efensiva do Gigante da Colina. Em quatro jogos com o treinador, o Vasco sofreu dois gols. O goleiro Vanderlei passou em branco nas duas últimas partidas. Ricardo elogiou o sistema defensivo implementado pelo comandante e revelou algumas mudanças feitas na equipe.

  Vasco empata com CRB fora de casa

– O Diniz é inteligente. O sistema defensivo não é só o zagueiro ou laterais ou goleiro. É um todo. A nossa melhora é porque o pessoal lá da frente está ajudando, o Cano, o Nenê, Marquinhos Gabriel. Eles dão a vida. Temos uma regra aqui que é todo mundo passar da bola, passar para trás. Isso ajuda bastante, são todos jogando, todos marcando. A marcação começa lá na frente e aí tudo fica mais fácil – acrescentou Ricardo Graça.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

Importância de Castan

“É um exemplo para mim e para todo o grupo. É o capitão. É exemplo dentro e fora de campo. É só ver a trajetória dele. Seleção, Europa, campeão da Libertadores. Estar perto dele é uma satisfação enorme. Ele tem uma liderança que poucas pessoas têm. Nasceu com ele e vai morrer com ele. É surreal. É um exemplo para mim. Se você quer seguir um exemplo, é só ver o que ele está fazendo.”

Improvisação como lateral-esquerdo

“Desde que o Fernando chegou, ele sempre trabalha todo mundo em várias funções. Não chamamos de posição. Durante os jogos, se tiver que fazer, faço para ajudar o Vasco. O importante é jogar e ajudar o Vasco. Minha posição de origem é zagueiro, mas o importante é ajudar o Vasco.”

Recomposição defensiva

“A nossa recomposição é assim mesmo. A nossa regra é passar da bola e dar a vida. Esse lance aí foi o mais bonito do jogo para mim. Não foi a gente saindo com posse de bola. Eu até brinquei, mandei no nosso grupo. Aquilo ali é primordial, não só para mim, para todos. Para o professor. Quando a gente perde a bola, todo mundo passa da linha da bola e dá o seu melhor. Eu, Casta, Marquinhos Gabriel, Morato… a gente abaixa a cabeça e sai correndo. Nem vê onde a bola vai. Eu dou um pique e nem vejo. Quando vi, a bola já estava com o Marquinhos. A nossa recomposição foi muito boa. Mas eu não posso falar só da defesa. Tem o pessoal da frente. É um grupo, é o coletivo. A nossa recomposição, a nossa vontade de marcar é o diferencial para dar certo.”

“Desde que jogo com ele na base, ele nunca se escondeu do jogo. Sempre se apresenta. Ele tem seleção de base, fazendo gol, sendo artilheiro. É importante para gente, é agressivo, sabe jogar, tenda dar o melhor, dá enfiada de bola, chuta bem para o gol. O Bruno Gomes é novo, começou em 2019 com a gente. Se ver o VT do primeiro tempo contra o Goiás, ele jogou muito. A nossa saída de bola passou por ele. Foi o nosso melhor. Temos outras opções e tenho certeza de que o Diniz vai escolher o melhor para ajudar o Vasco.”

Torcida

“Sou suspeito para falar. A torcida do Vasco é diferente. Com eles, é difícil de ganhar da gente. Ela empurra o tempo todo e, com certeza, vai fazer diferença na reta final.”

Posse de bola

“Com certeza, se você tem a bola, o adversário não te ataca. Isso diminui a chance de sofrer gol. Isso, claro nos ajudou muito defensivamente. O time é um conjunto, por isso, falo do pessoal da frente. Se continuar assim, vamos colher frutos.”

fonte: https://vasco.com.br/ricardo-graca-concede-entrevista-coletiva-no-ct-moacyr-barbosa/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série B

Vasco empata com o Remo pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro

Publicados

em

O Vasco da Gama ficou no empate em 2 a 2 com o Remo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols vascaínos foram anotados por Léo Matos e Matías. Com esse resultado, o Gigante da Colina chegou aos 49 pontos e está na 9ª posição. O próximo compromisso da equipe será diante do Londrina no próximo domingo (28/11), às 16h, no Estádio do Café.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O JOGO

A partida começou movimentada em São Januário. A primeira investida vascaína veio aos 11 minutos, Matias lançou Nenê pela esquerda e o camisa 77 avançou. O meia vascaíno levantou a cabeça e cruzou na medida para German Cano. O artilheiro vascaíno pegou de primeira e a bola acabou subindo e saiu pela linha de fundo. Aos 22, Nenê avançou pelo meio e soltou na esquerda para German Cano. O camisa dominou, limpou a marcação e devolveu para Nenê. A bola acabou indo nas costas do meia vascaíno e a defesa adversária recuperou a posse.

Aos 28, MT recuperou a bola na intermediária, avançou e arriscou a finalização antes de entrar na área. A bola acabou saindo próxima a trave adversária e se perdeu pela linha de fundo. Aos 30, Vitor Andrade avançou pela direita e cruzou rasteiro para Neto Pessoa, que livre de marcão abriu o placar para o Remo: 1 a 0. Aos 37, o meia Lucas Siqueira acertou um belo chute na entrada da área e ampliou para o adversário: 2 a 0. Aos 40, Nenê recebeu pela direita e cruzou fechado na direção da pequena área. German Cano chegou cabeceando, a bola pegou na defesa adversária e saiu raspando a trave, em escanteio. Na cobrança, Nenê mandou na cabeça de Léo Matos que subiu mais que a marcação e diminuiu o placar: 2 a 1.

  Luxemburgo faz análise do time e incentiva para próxima partida

O Vasco voltou para a segunda etapa buscando reverter a vantagem no placar. A primeira investida vascaína veio aos 22 minutos, Daniel Amorim pegou a sobra na entrada da área e finalizou firme por cima da meta. Aos 36, Matias recebeu com liberdade na entrada da área e bateu de canhota cruzado. O goleiro adversário chegou a encostar na bola mas não evitou o gol de empate vascaíno: 2 a 2. Aos 43, German Cano recebeu pela direita, cortou para o meio e acionou Nenê. O meia vascaíno chegou batendo de primeira e mandou por cima da meta adversária.

Aos 44, Nenê avançou pela esquerda e cruzou na medida para Daniel Amorim. O camisa 17 vascaíno ganhou da marcação e conseguiu cabecear. A bola acabou saindo próxima a trave adversária. Aos 46, Nenê cobrou escanteio pela direita e Caio Lopes ficou com a sobra. O camisa 16 de frente para o gol, acabou parando na defesa do goleiro Vinícius. No minuto seguinte, Nenê avanço novamente pela direita e cruzou rasteiro para Daniel Amorim. O camisa 17 chegou dividindo com o goleiro e a bola acabou saindo pela linha de fundo.

  Gustavo Torres é novo reforço do Vasco

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 2 REMO 

Campeonato Brasileiro – 37ª rodada

Local: São Januário (RJ)

Data: Sexta-feira, 19/11/2021

Horário: 19h (Brasília)

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: Lucas Costa Modesto (DF) e Lehi Sousa Silva (DF)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões Amarelos: Léo Matos e Riquelme (Vasco) / Victor Andrade (Remo)

Cartão Vermelho: Victor Andrade (Remo)

Gols: Neto Pessoa 30’/1T; Lucas Siqueira 37’/1T; Léo Matos 40’/1T; Matías 36’/2T

VASCO DA GAMA: Lucão, Léo Matos, Leandro Castan, Ricardo Graça e Riquelme (Daniel Amorim); Matías, Romulo (Caio Lopes), MT (Gabriel Pec) e Nenê; Morato (Jhon Sanchez) e German Cano – Técnico: Fabio Cortez

REMO: Vinícius, Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes; Anderson, Lucas Siqueira e Erick Flores (Rafinha); Matheus Oliveira (Jefferson), Neto Pessoa (Renan Gorne) (Lucas Tocantins) e Victor Andrade – Técnico: Eduardo Baptista

fonte: https://vasco.com.br/vasco-empata-com-o-remo-pela-37a-rodada-do-campeonato-brasileiro/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA