América - MG

América vence o Cruzeiro de virada na primeira metade da semifinal

Publicados

em

O América conquistou uma valiosa vitória no primeiro duelo das semifinais do Campeonato Mineiro. No estádio Mineirão, o time comandado pelo técnico Lisca venceu o Cruzeiro-MG, de virada, por 2 a 1. O Coelho saiu atrás do placar no primeiro tempo, com gol marcado pelo atacante Rafael Sobis. Porém, o América não sucumbiu e batalhou pelo triunfo. Alê, em belo cabeceio, empatou aos 40 minutos do segundo tempo. Aos 44, Ademir se colocou bem dentro da área e foi decisivo, marcando o gol da virada americana.

Com o triunfo, o Coelho pode chegar às finais do Campeonato Mineiro com um empate ou derrota por 1 gol de diferença. O time terá a semana livre para preparação sob o comando de Lisca e jogará a partida decisiva contra o Cruzeiro-MG, na Arena Independência, às 16h do próximo domingo.

O JOGO

O primeiro tempo começou com o América buscando acertar a articulação e escapar rapidamente para o ataque, acionando principalmente o centroavante Rodolfo. A primeira boa chance do Coelho veio aos 10 minutos, após roubada de bola do ataque americano, o volante Zé Ricardo chegou no rebote fora da área e finalizou pela linha de fundo.

Aos 21 minutos, Rodolfo puxou o contra-ataque e, após boa trama pelo lado esquerdo, recebeu passe dentro da área e chutou forte para o gol. Porém, o goleiro do Cruzeiro-MG saltou e espalmou. Aos 30 minutos, Alê também teve sua chance e cabeceou após cruzamento de Bruno Nazário; a bola foi para fora. Já aos 35, Rodolfo bateu falta com um chute potente que foi novamente defendido pelo goleiro Fábio.

  Em Belém, Cruzeiro perde para Remo

O time americano vinha bloqueando bem as tentativas de ataque do time da casa, principalmente com boas intervenções do zagueiro Eduardo Bauermann. Contudo, aos 37 minutos, após lançamento em profundidade, o Cruzeiro-MG avançou pelo lado direito e a bola foi tocada para Rafael Sobis, que chegou por trás e chutou no canto, vencendo o goleiro Cavichioli.

Nos minutos finais, o Cruzeiro-MG teve uma chance para ampliar, mas Matheus Cavichioli saiu bem e se jogou aos pés do atacante adversário, impedindo o gol. O Coelho tentou a reação, mas o primeiro tempo findou-se com vantagem para o rival no placar.

No segundo tempo, o América retornou determinado a buscar o empate nos primeiros minutos. Aos 8, Rodolfo recebeu bom passe em profundidade e desviou de primeira frente a frente com Fábio, mas a bola caprichosamente bateu no travessão. Aos 13, o time americano acabou sofrendo o segundo gol do Cruzeiro-MG, mas após revisão do VAR, o lance foi invalidado pela arbitragem.

Em seguida, o técnico Lisca fez três substituições de uma só vez, promovendo as entradas de Gustavo, Leandro Carvalho e Ribamar. Aos poucos, o panorama da partida foi mudando e o América passou a dominar as ações após os 30 minutos. O time apertou o rival em seu campo de defesa e conseguiu êxito. Aos 40 minutos, Leandro Carvalho cobrou escanteio com perfeição para Alê, que fez bela movimentação, subiu mais alto que a marcação no primeiro poste e cabeceou certeiro no canto oposto para empatar o clássico.

  Valente, América busca a virada e derrota o Palmeiras no Independência

Revigorado com o gol, o América manteve o ímpeto ofensivo e chegava com perigo principalmente pelo lado esquerdo. Aos 44 minutos, Leandro Carvalho brilhou novamente, visualizou a movimentação de Ademir, que entrara também na segunda etapa, e fez um lançamento preciso. Ademir sabiamente desviou de primeira e tirou do alcance do goleiro Fábio para virar o placar a favor do Coelho.

O clássico seguiu emocionante até o fim. O Coelho manteve o placar favorável e a vantagem nas semifinais do estadual.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

América - MG

Valente, América busca a virada e derrota o Palmeiras no Independência

Publicados

em

Com gols de Patric e Ademir, Coelho vence e alcança sete jogos de invencibilidade na Série A (Foto: Mourão Panda / América)

O América mostrou sua força novamente neste Campeonato Brasileiro e conquistou mais uma vitória importantíssima. Na noite desta quarta-feira, o Coelho saiu atrás do placar no duelo contra o Palmeiras-SP, mas lutou até o fim e virou o jogo na Arena Independência. Com um golaço de Patric e um gol de pênalti de Ademir, o time brindou a Nação Americana na partida que marcou o retorno da torcida às arquibancadas após 1 ano e 7 meses.

Com o excelente triunfo, o Coelho aumenta para sete jogos sua sequência invicta no Campeonato Brasileiro. O time comandado por Vagner Mancini chega a 30 pontos, dormindo nesta quarta-feira na décima colocação da tabela. O resultado enche o elenco de confiança para uma sequência pesada no Sul do Brasil, com jogos contra o Juventude-RS, no sábado, e contra o Internacional-RS na próxima quarta-feira.

O JOGO

O primeiro tempo começou com o América tomando a iniciativa e pressionando dentro de casa. O Coelho conseguiu construir boas chances nos primeiros minutos e chegou com perigo aos 11, quando Ademir chutou forte de fora da área, e a bola explodindo no travessão do Palmeiras-SP. O Coelho seguiu melhor na primeira metade do primeiro tempo, mas acabou punido em um erro de saída de bola. Após a rebatida, o atacante palmeirense Rony ganhou a disputa com o zagueiro Ricardo Silva e chutou rasteiro sem chances para Matheus Cavichioli: 1 a 0 para o time visitante.

Em seguida, o time americano tentou se recompor e buscou o ataque novamente. Aos 31 minutos, Ademir arriscou novamente de fora da área; o chute saiu seco e rasteiro, mas foi para fora. O Palmeiras-SP conseguia segurar a vantagem na reta final do primeiro tempo. Aos 46, Fabrício Daniel ainda conseguiu uma oportunidade e chutou forte de fora da área, no ângulo, mas o goleiro palmeirense espalmou para fora e evitou o empate.

  Com Ramon de volta, comissão técnica relaciona 20 atletas para a partida em pelotas(RS

O América voltou para a segunda etapa com uma alteração: Ribamar foi acionado e entrou no lugar de Fabrício Daniel. O Coelho se lançou ao ataque em busca do empate e, embora cometendo alguns erros de passe, conseguiu encurralar o Palmeiras-SP. Aos 14 minutos, Patric dominou dentro da área após cruzamento e disparou a gol. A bola pegou no braço do defensor palmeirense, e o pênalti foi assinalado após revisão do VAR. O atacante Felipe Azevedo, que entrara no segundo tempo, foi para a batida, mas desperdiçou ao chutar no travessão.

O time americano sentiu por um momento a oportunidade desperdiçada, mas o técnico Vagner Mancini promoveu mais substituições, e o Coelho voltou a pressionar o adversário. Aos 28 minutos, veio a recompensa. Após escanteio curto, Patric recebeu o passe de volta no bico esquerdo da grande área, ajeitou e chutou com perfeição no ângulo oposto do goleiro Jailson: um golaço para empatar a partida!

A torcida americana ficou eufórica nas arquibancadas do Indepa e empurrou o América rumo a vitória. Os quinze minutos finais foram eletrizantes, com o América criando chances para virar e o Palmeiras-SP conseguindo alguns contra-golpes perigosos. Aos 37 minutos, em um contra-ataque rápido para o Coelho, Ademir lançou Rodolfo pela esquerda, ele avançou, penetrou a área, fez o corte e chutou forte; o goleiro palmeirense fez milagre e salvou seu time.

  América não supera o Confiança e empata sem gols

Mas nos acréscimos, novamente o Palmeiras-SP cometeu um pênalti com mão na bola. Desta vez, o atacante Ademir assumiu a batida, deslocou o goleiro e guardou a bola no fundo das redes para virar o jogo aos 47 minutos do segundo tempo. Nos instantes finais, o time paulista se lançou desesperadamente ao ataque, mas a defesa do América foi valente e manteve a vitória.


FICHA DO JOGO

América 2×1 Palmeiras-SP

Motivo: Campeonato Brasileiro – Rodada 24
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF/RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (CBF/RS) e Jose Eduardo Calza (CBF/RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (CBF/RS)

Gols: Patric, aos 28min do 2º T, e Ademir, aos 47min do 2º T / Rony, aos 26min do 1º T (Palmeiras-SP)
Cartões amarelos: Eduardo Bauermann e Patric (América) / Gabriel Menino, Felipe Melo e Renan (Palmeiras-SP)

América
Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva (Anderson) e Marlon (Alan Ruschel); Lucas Kal (Rodolfo), Juninho, Alê e Mauro Zárate (Felipe Azevedo); Ademir e Fabrício Daniel (Ribamar).

Técnico: Vagner Mancini

Palmeiras-SP
Jailson; Luan, Kuscevic e Renan; Gabriel Menino, Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Gustavo Scarpa) e Jorge (Wesley); Rony (Deyverson) e Dudu (Gabriel Veron).

Técnico: Abel Ferreira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA