Brasileirão Série A

Corinthians vence e mantém tabu contra o São Paulo

Publicados

em

Depois de uma pausa de onze dias sem entrar em campo, e 21 dias sem pisar no gramado da Neo Química Arena, o Corinthians voltou à Casa do Povo com um clássico pela frente: o Majestoso de número 347, diante do São Paulo, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2020. Dentro de campo, o Timão superou o rival por 1 a 0 e manteve a escrita de nunca perder para o adversário em casa em 13 partidas. Otero anotou o gol corinthiano.

Bola em jogo!

O jogo começou com o Timão avançando a marcação e tentando retomar a posse de bola ainda no campo de ataque, com o time adversário diminuindo o ritmo. A primeira chance de gol alvinegra foi aos cinco minutos com Léo Natel que foi lançado em profundidade na meia direita, correu em velocidade e chutou rasteiro, para defesa do goleiro adversário. O camisa 18 teve nova oportunidade aos oito, quando Fagner lançou Cazares e o meia tocou na entrada da área para o atacante, que chegou chutando, e o goleiro espalmou.

Rubens Chiri / saopaulofc.net

A saída pela meia-direita era interessante para o Timão no jogo. Aos 20 minutos, Léo Natel foi lançado mais uma vez na corrida, deixou o zagueiro adversário sentado com um drible e cruzou rasteiro, mas a zaga cortou antes de Ramiro e Otero chegarem na bola. E cinco minutos depois, o Timão abriria o placar. Cantillo roubou a bola no campo de defesa e deu lançamento perfeito para Otero na meia esquerda. O venezuelano avançou em velocidade e chutou cruzado rasteiro de perna esquerda, fazendo 1 a 0 para o Coringão.

  Timão inicia a preparação para encarar Cuiabá

Com o gol marcado, a equipe rival decidiu tentar acelerar o jogo individualmente, mas os atletas alvinegros aumentaram o ritmo na marcação. Como resultado, sobrava espaço nos contra-ataques. Aos 38 minutos, Cazares recuperou bola antes do meio-campo e tocou na meia-esquerda para Léo Natel, que, em velocidade, dominou, ajeitou e chutou, e a bola passou muito perto da trave direita.

Três minutos depois, o Timão foi forçado a fazer uma alteração. Cantillo sentiu uma lesão e precisou ser substituído. Camacho entrou em seu lugar. No entanto, a equipe alvinegra não sofreu mais sustos até o apito do árbitro Raphael Claus, aos 47 minutos, decretando o intervalo.

Segundo tempo

O Corinthians voltou do vestiário sem alterações. Com a bola rolando, procurou sair em velocidade pelas pontas, mas sofreu muitas faltas do time rival no campo de ataque. A primeira chance real de gol aconteceu aos 13 minutos. O Timão roubou a bola no campo de ataque e Cazares lançou Ramiro na direita, e o camisa 8 chutou dividindo com o zagueiro, mas a bola foi próxima à trave esquerda do gol.

Quatro minutos depois, o Timão fez a sua segunda alteração, também por lesão: Léo Natel deixou o campo, para a entrada de Gustavo Silva. Logo a seguir, Otero fez boa jogada na área pela esquerda: lançado em profundidade, deu um chapéu e chutou, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

  Beira-Rio vira Wakanda, e Inter vence o América-MG por 3 a 1

O jogo seguiu bastante estudado, mas com o Timão correndo mais e tentando avançar a marcação quando pôde. E aos 30 minutos, quase ampliou o placar. O goleiro rival saiu jogando errado fora da área e Cazares roubou a bola, tocando para Camacho. O volante avançou para tentar clarear o lance, sem goleiro, mas chutou mascado com a zaga adversária e a bola saiu pela linha de fundo em escanteio.

Aos 35 minutos, Mancini realizou as três alterações restantes no Corinthians: saíram Ramiro, Cazares e Otero, e entraram Mateus Vital, Luan e Lucas Piton. E cinco minutos depois, o camisa 7 teve uma boa chance: com certa liberdade pela intermediária, ele ajeitou o corpo e chutou rasteiro, mas o goleiro defendeu.

O Timão seguiu marcando forte e saindo no contra-ataque. Com cinco minutos de acréscimos dados pelo árbitro, Luan ainda teve mais uma chance aos 47 minutos, quando conduziu pela entrada da área e chutou com curva, e a bola foi perto do ângulo esquerdo do gol. Foi a última oportunidade de perigo do jogo, que terminou em 1 a 0 no placar e o tabu mantido na Neo Qúimica Arena: nunca o Timão perdeu um clássico Majestoso na Casa do Povo!

Próximo jogo

Após o triunfo na partida deste domingo, o Timão disputará a 26ª rodada do Brasileirão na segunda-feira seguinte (21). Também em casa, o Alvinegro receberá o Goiás, às 20h (de Brasília).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão Série A

Palmeiras supera o Ceará na arena Barueri

Publicados

em

Com os jogadores do elenco de férias antecipadas desde a conquista da Libertadores no último dia 27, um time praticamente composto por jogadores da base do Palmeiras vem representando, e muito bem, a equipe profissional. Entrosados, os jogadores são de sua maioria do Sub-20 do Verdão – dos atletas que foram a campo, assim como no jogo anterior (empate sem gols contra o Athletico-PR fora de casa) apenas o meio-campista Mateus Fernandes não foi formado pelo clube. Contra o Ceará, na Arena Barueri, na noite desta quinta-feira (09), pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras encerrou sua participação em grande estilo com vitória por 1 a 0, gol do atacante Kevin. A partida não foi disputada no Allianz Parque devido a um cronograma de shows (no dia 11 o artista Gusttavo Lima se apresenta no local).

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

Novamente, o técnico inclusive foi o do Sub-20 – Paulo Victor Gomes -, já que está mais adaptado a comandar o time jovem do Palmeiras na categoria Sub-20. Com os três pontos somados, o Palmeiras encerrou sua participação com a terceira colocação do Campeonato Brasileiro, com 66 pontos, atrás só do Flamengo (vice-campeão), com 74, e do Atlético-MG, campeão, com 84 pontos.

Com o terceiro lugar, o Palmeiras chegou a “subir ao pódio” pela quinta vez nos últimos sete anos. Desde que a Crefisa passou a ser patrocinadora do Verdão, em 2015, o Alviverde só não ficou pelo menos em terceiro em duas ocasiões: 2015, quando terminou em nono, e 2020, em sétimo. Em 2016, foi campeão, em 2017, vice; em 2018, levantou novamente o troféu; em 2019, foi o terceiro colocado, porém, com a mesma pontuação do Santos, segundo colocado (ficou atrás nos critérios de desempate); em 2020, ficou em sétimo, mas conquistou a Tríplice Coroa (Paulista, Copa do Brasil e Brasileiro); em 2021, com o bi(tri) da Libertadores, encerra, portanto, na terceira posição.

Com o resultado do jogo (1 a 0 pró Verdão), o Alviverde defendeu o tabu positivo de jamais perdeu para o Ceará na condição de mandante, independentemente da competição disputada. Com este, foram 15 jogos, com 12 vitórias e 3 empates (35 gols marcados e 6 gols sofridos). Na Arena Barueri, antes dessa, as equipes já haviam medido forças em uma oportunidade anteriormente: empate por 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro de 2010. Adversários desde 1938, quando se enfrentaram pela primeira vez, Palmeiras e Ceará já disputaram 33 partidas (com esta) em toda a história, e o Verdão saiu vencedor 19 delas, tendo sido superando em apenas quatro oportunidades (houve ainda dez empates. Ao todo, o Maior Campeão do Brasil vazou o Vozão 70 vezes e sofreu 27 gols.

  Beira-Rio vira Wakanda, e Inter vence o América-MG por 3 a 1

CRIAS DA ACADEMIA ATUALIZAM RECORDE DE MENOR MÉDIA DE IDADE EM UMA PARTIDA NO FORMATO ATUAL DO BRASILEIRÃO

No jogo anterior, contra o Athletico-PR, o Verdão já havia batido o recorde de time com a menor média de idade somada dos jogadores que foram a campo: 19,8 anos, superando a média de 21 anos registrada pelo São Paulo na última rodada do Brasileirão de 2019. Agora, no jogo desta noite, o time abaixou ainda mais, atualizando o recorde: abaixou para 19,7, isso porque o atacante Kevin, de 18, anos, foi a campo no time titular em relação à escalação anterior, que contava com Gabriel Silva, de 19.

No total, em 2021, o Palmeiras chegou a 29 atletas formados nas categorias de base utilizados em um único ano (27 na temporada), superando o recorde de 2002, quando teve 22 pratas da casa em campo – este dado também contabiliza as partidas da temporada 2020 disputadas em 2021. E as façanhas não param por aí. Já foram convocadas 33 Crias da Academia na temporada 2021 (superando o recorde de 31 estabelecido em 2020), sendo que 25 entraram em campo (também um novo recorde, superando os 22 de 2002). Somando o número de partidas de todas as pratas da casa na temporada, o Verdão alcançou outra marca inédita em sua história: 386 jogos contra 283 de 2020.

ESTREANTES

A primeira estreia da partida ficou por conta do meia Jhonatan. Já relacionado ao profissional anteriormente, fez sua primeira partida pela equipe de cima nesta noite, entrando no lugar de Kevin, autor do gol. Emprestado pelo Primavera-SP ao Verdão, o meia já atuou profissionalmente em quatro jogos pelo clube do interior paulista nesta temporada pela Série A3 do Paulistão, chegando a marcar um gol. O time, inclusive, conquistou o acesso à divisão A2 do estadual.

  Coritiba finaliza preparação e embarca para o Santos

O atleta de 19 anos chegou ao Alviverde em maio deste ano e tomou conta da armação do meio-campo do Sub-20, sendo um dos atletas mais assíduos do time no ano. Ao todo, na base, foram 29 jogos disputados em 2021, com cinco gols marcados e oito assistências (maior garçom da categoria ao lado de Gabriel Silva). Com visão de jogo apurada, o meio-campista já treinou com o elenco profissional palmeirense e foi convocado para um jogo da equipe pela primeira vez na partida contra o Athletico-PR, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E o segundo estreante foi o lateral-direito Lucas Sena. Convocado pela primeira vez ao profissional alviverde na partida contra o Athletico-PR, pela 37ª rodada do Brasileirão, o atleta chegou ao clube neste ano após passagem pelo São Paulo. Com passagens pelas seleções de base do Brasil desde o Sub-15, Sena foi um dos líderes em assistências da Copa São Paulo de 2020 e é considerado um dos principais nomes da posição em sua geração (2001). Nesta temporada, no Sub-20 alviverde, soma sete jogos, um gol marcado e uma assistência.

O terceiro e último que teve a oportunidade de jogar na equipe principal do Verdao pela primeira vez foi o meia Yago Santos, no lugar de Vitinho, no fim da partida. Ele é um jogador de extrema técnica e boa batida na bola com a perna esquerda, que foi relacionado pela primeira vez na carreira ao profissional do Verdão. Yago chegou ao Alviverde em 2018 e, além de atuar como volante, pode ser utilizado como meia-armador.

fonte https://www.palmeiras.com.br/noticias/mandante-palmeiras-supera-ceara-na-arena-barueri-com-time-repleto-de-crias-da-academia/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FLAMENGO

CORINTHIANS

SÃO PAULO

PALMEIRAS

MAIS LIDAS DA SEMANA